Ao Vivo

estadao

Dilma evita Marina em 1º debate na TV e Aécio tenta ligar ex-ministra ao PT

Candidata do PSB explora imagem de ‘terceira via’ fazendo elogios a FHC e Lula

 

O Estado de S. Paulo

Candidatos à Presidência da República participaram nessa terça-feira, 26, do primeiro debate na televisão. O encontro foi promovido pela Band.

Estiveram presentes a presidente Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB), Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Luciana Genro (PSOL), Eduardo Jorge (PV) e Levy Fidelix (PRTB). Dilma mirou na polarização com o nome do PSDB e o tucano Aécio Neves partiu preferencialmente para um embate direto com a sucessora de Eduardo Campos. 

Acompanhe outras coberturas ao vivo sobre as eleições de 2014.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 01h23

    27/08/2014

    Encerramos a cobertura do primeiro debate entre os candidatos à Presidência da República. Boa noite!

  • 01h22

    27/08/2014

    Dilma evita Marina em debate e Aécio tenta ligar ex-ministra ao PT. Leia balanço completo do debate. 

  • 01h21

    27/08/2014

    Melo conclui que, entre os três, Marina acertou em mais pontos. "Ela plantou e colheu em mais aspectos. Ela teve sucesso. A presidente Dilma marcou posição. Aécio está em um situação mais complicada, que é ultrapassar Marina e ser o principal opositor à Dilma."

  • 01h20

    27/08/2014

    Sobre o embate político entre os candidatos com maior intenção de voto, Melo analisa: "Se você acerta o golpe, você derruba o candidato. Mas atacar demais transfere o foco".

  • 01h18

    27/08/2014

    "Cada candidato escolheu uma estratégia. A presidente Dilma evidenciou realizações. Marina Silva tentou, e acho que conseguiu, se colocar exatamente no segmento que pretende, que é a terceira via. Reconheceu as benfeitorias dos governos anteriores e criticou PT e PSBD."

  • 01h12

    27/08/2014

    O cientista político Carlos Melo comenta agora com o repórter Iuri Pitta o posicionamento dos candidatos durante o debate entre presidenciáveis.

  • 01h09

    27/08/2014

    A candidata Marina Silva surpreendeu membros da campanha de Aécio Neves e de Dilma Rousseff por ter aberto o debate em tom considerado alto e combativo, especialmente porque essa atitude não é esperada por quem está bem colocado nas pesquisas, como é o caso da socialista. O marqueteiro da campanha de Marina Silva, Diego Brandy, disse que não foi uma estratégia e resumiu:  "Ela foi ela". (Debora Bergamasco, O Estado de S. Paulo)

  • 01h07

    27/08/2014

    Termina o primeiro debate entre os candidatos à Presidência. 

  • 01h06

    27/08/2014

    Pastor Everaldo (PSC): "Eu sou um defensor da liberdade. Reafirmo meu compromisso com a vida do ser humano desde a concepção. Sou contra o aborto. Sou contra as drogas. Aqui não é Cuba, não é Venezuela. Eu tenho direito de defender meus princípios. Defendo que casamento seja entre homem e mulher. Eu não vou decepcionar o Brasil".

  • 01h05

    27/08/2014

    Eduardo Jorge (PV) faz suas considerações: "O senhor [Levy Fidélix] não gosta de paz e amor mas eu gosto. Paz e amor não significa covardia. É o pensamento de pessoas como Gandhi, como Tolstói. Repudiamos qualquer autoritarismo de direita ou de esquerda. Quem pensa assim é o Partido Verde. É pequeno, mas tem ideias grandes".

  • 01h03

    27/08/2014

    Levy Fidélix (PRTB) afirma: "O recado está sendo dado. Não podemos conduzir uma política social sem realmente fazer profundas reformas especialmente no plano econômico. Essa grande empresa que é o Brasil está quebrada. Ou resolvemos isso, ou o povo vai continuar acreditando em Papai Noel".

  • 01h01

    27/08/2014

    A candidata Luciana Genro (PSOL) finaliza criticando a política econômica proposta pelos demais candidatos: "Esse tripé econômico nada mais é do que o domínio dos bancos diante do capital financeiro do Brasil. Quem diz que vai governar com paz e amor está mentindo, pois vai governar para o capital. Atender às demandas de junho significa uma nova política de verdade".

  • 00h59

    27/08/2014

    Aécio Neves (PSDB): "Não fica claro para mim a qual rumo a candidata Marina ou a candidata Dilma querem levar o país. São propostas muito parecidas. É fundamental que tenhamos uma política econômica diferente do que aí está". O candidato finaliza sua fala prometendo nomear Armínio Fraga a ministro da Fazenda.

  • 00h58

    27/08/2014

    A candidata Dilma Rousseff considera: "Fui eleita para preparar o Brasil para um novo ciclo de crescimento, mais moderno, mais produtivo. Para este salto, colocamos a educação no centro. Tenho certeza de que a educação é o caminho hoje para garantir maior produtividade".

  • 00h56

    27/08/2014

    Os candidatos tem agora 1min30 para as considerações finais. Por sorteio, Marina Silva (PSB) começa sua fala citando seu programa de governo com o ex-governador Eduardo Campos. "Precisamos de um plano de governo que faça o país crescer mas promova a igualdade social."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.