Ao Vivo

estadao

Candidatos à Presidência se enfrentam em novo debate nesta segunda

Encontro é o primeiro após pesquisa de intenção de voto mostrar empate no 1º turno entre Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB)

 

O Estado de S.Paulo

Candidatos à Presidência da República participam do segundo debate nesta segunda-feira, 1º, às 17h45. O encontro, promovido pela Folha de S.Paulo, UOL, SBT e Jovem Pan, é o primeiro após a divulgação da pesquisa Datafolha que mostrou a presidente Dilma Rousseff (PT) e a candidatada Marina Silva (PSB) empatadas no primeiro turno.

Além da petista e da ex-ministra, participam do debate Aécio Neves (PSDB), Pastor Everaldo (PSC), Eduardo Jorge (PV), Luciana Genro (PSOL) e Levy Fidelix (PRTB). O encontro é dividido em quatro blocos e terá duração total de 1h40 minutos.

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 19h38

    01/09/2014

    O segundo debate entre os candidatos à Presidência da República está encerrado. Agradecemos os internautas que acompanharam o evento conosco e convidamos todos para nesta terça-feira assistirem pelo estadao.com.br a entrevista com a candidata do PSB, Marina Silva, com os jornalistas do Estadão. 

  • 19h36

    01/09/2014

    "Encerro agradecendo a rede que nos colocou neste debate. E afirmo, eu defendo a vida do ser humano desde sua concepção. Sou contra a liberação das drogas. Sou a favor da família como está na constituição. Sou a favor do livre mercado e da liberdade de imprensa sem marco regulatório", diz Pastor Everaldo.

  • 19h35

    01/09/2014

    "A luta pelo nosso povo mostra que queremos mais direitos. Por isto peço o seu voto e dê a oportunidade para uma esquerda coerente. Temos compromisso com as causas mais importantes do nosso povo. Direitos humanos não se negocia, direitos sociais não se integra. É preciso ter lado e o PSOL está do lado do povo", diz Luciana Genro. 

  • 19h34

    01/09/2014

    "Me dirigo a você. Ficou claro que temos dois campos políticos. Um do governismo que fracassou. No campo de mudanças temos várias. Mas uma delas, e reitero que acredito nas boas intenções da candidata Marina, mas ela defende teses que combatia a algum tempo atrás. Não existirá mais o Estado unitário. A mudança está por vir", afirma Aécio. 

  • 19h33

    01/09/2014

    "Quero dizer quando defendo com ênfase as realizações do seu governo pode parecer que estou plenamente satisfeita e não estou. Sei que podemos fazer mais. Quero preparar o Brasil para um novo ciclo de crescimento. Para sermos um país cada vez mais de classe média. Fui eleita para garantir saúde, educação e segurança. Mais do que nunca eu acredito nos brasileiros", diz Dilma. 

  • 19h31

    01/09/2014

    "Os movimentos sociais de julho de 2013 mostraram a insatisfação do povo. A educação de seu filho, as pessoas que morrem na fila do hospital, os jovens que querem oportunidade. Eu quero ser a consciência cívida do povo. Não estou aqui para ganhar nada", afirma Levy Fidelix. 

  • 19h30

    01/09/2014

    "Quem vai ganhar esta eleição não são as velhas estruturas. É fundamental que cada brasileiro não perca a sua esperança. Há uma tentativa muito grande de fazer com que você se recolha no medo. Eu digo que não sou nem pessimista, nem otimista. Sou persistente", diz Marina. 

  • 19h29

    01/09/2014

    "Agradeço o convite. Pena que é um tempo pouquíssimo para discutir as teses. Todos os dias, que eu apareço 1min e pouco do PV na televisão, vou estar depois na internet discutindo", afirma Eduardo Jorge. 

  • 19h28

    01/09/2014

    No último bloco, as considerações finais de cada candidato.

  • 19h23

    01/09/2014

    "Todo dia nos jornais vemos corrupção. Nunca se prendeu tanto porque nunca houve tanta corrupção", diz Pastor Everaldo. 

  • 19h22

    01/09/2014

    Pastor Everaldo pergunta sobre corrupção para Levy Fidelix. "Quantas empreiteiras, quantos bancos estão colocando dinheiro na candidatura do 3-G. Eles estão comprometidos com o status quo. Quem está dando dinheiro depois vai querer receber. É tanta coisa para fazer mas não tem dinheiro de sobra", responde o candidato do PRTB. 

  • 19h20

    01/09/2014

    "Quero saber se o senhor vai reduzir a Selic de 11% para 5%", diz Eduardo Jorge. "Com políticas transparentes e claras isto pode acontecer. Com nossa vitória vai ter que ser recriado no País um ambiente que deixou de existir. A candidata fala de pessimistas. Eles seriam 79% da população insatisfeita?", responde Aécio. 

  • 19h18

    01/09/2014

    "Posso dizer que os empréstimos que o BNDES dá aos amigos do poder possam ser dados a todos. O que estamos vendo aqui é que existe uma proposta oficial, um projeto de governo que está aí e fracassou. O nosso papel agora é mostrar o que cada uma destas candidaturas expressa e sinaliza. Não estou me convertendo em propostas que demonizava, eu acredito na responsabilidade fiscal", diz Aécio respondendo ao questionamento de Eduardo Jorge, novamente sobre a taxa Selic. 

  • 19h16

    01/09/2014

    "Não é uma questão trivial. R$ 143 bi foram colocados a disposição. Para que as pessoas tenham transporte público rápido. Tempo é para ficar com a família. Acho incrível que o senhor não saiba, que as obras tanto em rodovias quanto em mobilidade urbana foram feitas pelo governo federal", responde Dilma. 

  • 19h15

    01/09/2014

    "São as mesmas promessas de quatro anos atrás candidata. Em Belo Horizonte ganha um prêmio em quem andar em um palmo de metrô construído pelo governo federal". 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.