Quinta-feira, 25 de Outubro de 2001, 18:35 | Online

Morre Soraya, “a princesa de olhos tristes”

Soraya Esfandiary, a segunda mulher do xá Reza Pahlevi, que foi repudiada por ele porque foi incapaz de lhe dar um herdeiro, faleceu, nesta quinta-feira, em Paris, aos 70 anos.

"A princesa de olhos tristes", como era conhecida, se havia casado com Reza Palehvi em 1951, e o casamento durou até 1958.

Durante esses sete anos, o casal morou em Roma, na via Apia Antiga.

Mais tarde houve o drama do repúdio, a humilhação de ser apontada com o dedo, num mundo como o muçulmano, por causa da impossibilidade de ter filhos.

Imediatamente, depois, veio o exílio para Soraya e também outro romance, desta vez com o cineasta italiano Franco Indovina, que morreu tragicamente num acidente aéreo em 1972.

Esta Sherazade dos tempos modernos, Soraya, que teria completado 70 anos em 2002, nasceu em Isfhahan. Sua mãe era alemã e seu pai pertencia à tribo dos Bakhtiaris.

:

    Publicidade: