Contos de um mundo mágico

Estadão

20 Dezembro 2012 | 07h00

contos.jpg

(Por Aryane Cararo)

Pense nas coisas mais malucas que poderiam existir. Será que elas são páreo para as criaturas estranhas e as histórias doidas de Shaun Tan? O australiano que escreveu A Coisa Perdida, A Árvore Vermelha e A Chegada inventa criaturas e cria histórias que só poderiam existir mesmo no mundo dos livros e da nossa  imaginação. São todas incríveis, como na obra Contos de Lugares Distantes, lançado este ano pela Cosac Naify, que merece muito ser lido e já ganhou prêmios de literatura na Alemanha e nos Estados Unidos em 2009, ano em que a obra foi publicada nesses países.

Ele é um pouco diferente dos demais de Shaun por se tratar de 15 contos, com mais palavras do que ilustrações – geralmente ele faz o contrário. Mas não deixa de ser fantástico. Tem histórias tão absurdas e lindas como a do Eric, um estudante de intercâmbio minúsculo, mistura de sombra e folha. Ou a dos gravetos, que se desprendiam das árvores, se misturavam à terra e ganhavam vida, marchando por aí até serem quebrados por algum acidente. Ou a do búfalo no rio que sempre apontava a direção das respostas. Tem coisa mais surreal?

Mas todas existem num mundo mágico que habita nossas cabeças e corações. E no livro de Shaun, claro!

Contos de Lugares Distantes. Autor: Shaun Tan. Cosac Naify, R$ 45.