Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Blogs

Estadão

27 Junho 2013 | 16h00

vovo.jpg

(Por Aryane Cararo)

O escritor americano Lane Smith tem um livro de que gosto muito, chama-se É um livro. De tão bom, foi eleito para integrar a Seleção Estadinho – Melhores Livros 2010. É por isso que, quando Vovô Verde chegou até minhas mãos, fiquei curiosa para saber o que as páginas revelariam, se Lane conseguiria me surpreender de novo. E ele não me decepcionou! Seu novo livro é lindo. A começar pela ilustração da capa, com um vovô jardineiro criando com a tesoura um elefante de arbustos. É delicada e dá o tom do que se segue.

A história é contada pelo bisneto, que narra a vida do bisavô desde o nascimento, passando pela infância entre animais da fazenda, a catapora, a vontade de estudar horticultura, a ida para a guerra, o casamento. O legal é que, acompanhando a narrativa simples e sensível, há sempre ilustrações de criaturas que surgem da poda dos arbustos e brincam com o texto. Tem galo, coelho, os personagens de O Mágico de Oz, trenzinho, coração… E tem horas que você não sabe se o bisavô virou o próprio arbusto, de tanto que viveu a cortá-los, dando vida para a imaginação. Afinal, as histórias de sua vida estão todas contadas nas plantas. É só saber ler imagens. Demais!

 Vovô Verde. Autor: Lane Smith. Companhia das Letrinhas, R$ 29.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato