11.06.2014 - 07:00

HB20 e Picanto encaram Fox e Up!

No jogo dos três cilindros, HB20 e Fox manuais e Up! automatizado e Picanto automático se enfrentam

Rodrigo Samy
Coreia do Sul e Alemanha se enfrentam nesse desafio de compactos - EPITÁCIO PESSOA/ESTADÃO
EPITÁCIO PESSOA/ESTADÃO
Coreia do Sul e Alemanha se enfrentam nesse desafio de compactos

A Copa do Mundo é o assunto do momento, e, no mercado de carros novos no Brasil, a vez é dos motores 1.0 de três cilindros. Por isso, organizamos um pequeno campeonato com os modelos que trazem esse tipo de propulsor – com tecnologia flexível. Para apimentar a briga, eles são produzidos por dois grupos envolvidos com o mundial de futebol: Hyundai-Kia e Volkswagen. 

Foram dois jogos, um entre modelos com câmbio manual e outro entre os sem pedal de embreagem. Do grupo sul-coreano, um dos principais patrocinadores da Copa do Mundo, entrou em campo o brasileiro Hyundai HB20 (R$ 35.395) e o Kia Picanto (R$ 44.900), que vem da Coreia exclusivamente com transmissão automática. Patrocinadora da seleção brasileira, a Volks participa com dois nacionais: Fox Bluemotion (R$ 35.720) e Up!, na nova versão com câmbio automatizado (R$ 30.990).

++ Siga o Jornal do Carro no Facebook
++ Toyota Corolla encara Audi A3 Sedan

JOGO 1

Na primeira partida, entre as versões manuais de HB20 e Fox, a Volkswagen levou a melhor por apenas um ponto. Desempenho e espaço interno superiores definiram o jogo a favor do Fox. A Hyundai contra-atacou com a estabilidade superior, mas foi lenta. O Fox vai de 0 a 100 km/h em 13,2 segundos, ante os 14,9s do HB20. 

JOGO 2 

A partida dos sem o terceiro pedal terminou empatada. O Picanto tem acabamento e estabilidade melhores, enquanto o Up! é mais rápido: leva 12,8 segundos para acelerar de 0 a 100 km/h, ante os 17 segundos do concorrente. Por outro lado, os solavancos do câmbio automatizado do Volkswagen são incômodos. 

FOX OFERECE CONFORTO E MECÂNICA EFICIENTE

Escolhido pela VW para ser o primeiro nacional com motor 1.0 de três cilindros, o Fox Bluemotion teve de suar para derrotar o HB20. A briga, entre versões com transmissão manual, foi definida por um ponto, assegurado ao paranaense pelo bom escalonamento de seu câmbio de cinco velocidades. 

As primeiras marchas têm relações curtas, para dar agilidade, e as “altas” são longas, para garantir economia. A caixa forma um conjunto eficiente com o motor de até 82 cv. 

A suspensão é ajustada para o conforto e absorve bem as irregularidades do piso. Em contrapartida, não é rígida o suficiente para garantir bom equilíbrio ao Fox em curvas fechadas, por exemplo. O fato de ter o centro de gravidade alto contribui para a que a carroceria role muito em curvas. 

++ Volkswagen começa a mostrar novo Passat

O espaço disponível para motorista e passageiros, inclusive os do banco de trás, é um dos melhores do segmento. Como o hatch não recebeu grandes atualizações no visual desde que foi lançado, em 2003, seu estilo está ultrapassado. Além disso, seu seguro é caro (veja anos quadros da página 15). 

O Fox sai de fábrica com vidros elétricos, direção eletroidráulica e banco do motorista com regulagem de altura. O ar-condicionado é vendido em um pacote que custa R$ 3.440. 

PRÓS: ESPAÇO
É um dos compactos que melhor acomoda motorista e passageiros, inclusive os que viajam no banco de trás. 

CONTRAS: ESTABILIDADE
Centro de gravidade mais alto que a média e suspensão relativamente mole tiram equilíbrio do VW em curvas.

PRAZER DE DIRIGIR É PONTO FORTE DO HB20

Lançado em 2012, o Hyundai HB20 é feito em Piracicaba (SP) e logo se estabeleceu entre os dez hatches pequenos mais emplacados do Brasil – atualmente é o sétimo. É um grande feito para uma marca nova no País e que não faz parte do grupo das “quatro grandes”. O HB20 tem como destaques o prazer que oferece ao motorista e o amplo porta-malas, na comparação com o de seu rival. Além disso, seu visual é moderno e agrada. 

++ Hyundai ix35 é chamado por falha no air bag

O motor de 80 cv trabalha bem, mas a transmissão tem relações finais longas. Por isso, em rodovias a vida a bordo do HB20 torna-se “cansativa” ao exigir trocas frequentes de marcha. A suspensão, mais firme que a do Fox, deixa o Hyundai bem equilibrado. Em contrapartida, faz os ocupantes sofrerem bastante quando o carro roda em pisos irregulares. 

Se o seguro do Fox é alto, o do HB20 extrapola. A seu favor, o Hyundai tem ampla lista de equipamentos. Há ar-condicionado, banco do motorista com regulagem de altura, direção hidráulica e rádio com entrada USB de série. Faz falta o ajuste de altura para o volante, o que prejudica a ergonomia. O item, junto com vidros elétricos, está na opção Confort Plus, com preço de R$ 37.500 (R$ 2.105 a mais). 

PRÓS:ESTABILIDADE
Por causa do ajuste firme de suspensão, modelo fabricado em Piracicaba (SP) passa segurança ao motorista.

CONTRAS: SEGURO
Nas seguradoras consultadas, preço médio da apólice é de R$ 1.893, quase 17% a mais que o valor para o rival Fox.

BEM EQUIPADO, KIA É MUITO CONFORTÁVEL

Na disputa entre os modelos que não requerem o uso do pé esquerdo para jogar, deu empate. O Picanto, primeiro automático com motor 1.0 de três cilindros vendido no País, foi superior ao Up! em quesitos como a suavidade do câmbio e, consequentemente, o conforto. 

Além disso, tem uma ótima lista de itens de série. Disponível em versão única, o compacto vem da Coreia do Sul com ajustes para o banco do motorista e altura do volante, que traz comandos do sistema de som, travas e vidros elétricos, ar-condicionado e direção com assistência hidráulica. O teto solar, que era opcional, deixou de ser oferecido. 

++ Kia Picanto manual sai de linha

O motor do Kia é o mesmo do Hyundai HB20, com até 80 cv. No Picanto, contudo, não é tão ágil por causa da atuação do conversor de torque do câmbio automático, que “rouba” potência do propulsor na hora de trocar as marchas. Isso deixa o Picanto com um dos piores desempenhos do segmento. Ele é muito mais lento que o Up! tanto nas acelerações quanto nas retomadas. 

No quesito suspensão, o Picanto vai muito bem. O compacto oferece conforto aos ocupantes sem que haja comprometimento da estabilidade. Já o porta-malas é extremamente pequeno. Tem capacidade de meros 200 litros. 

PRÓS: CONFORTO
Suspensão absorve bem os impactos com piso irregular sem prejudicar estabilidade e câmbio dá poucos trancos. 

CONTRAS: PORTA-MALAS
Mesmo para um compacto, bagageiro é extremamente pequeno. Sua capacidade é de apenas 200 litros. 

CÂMBIO DO VOLKS DÁ MUITOS TRANCOS

A partir de R$ 30.990 na opção Move, com câmbio automatizado, o Up! é bem mais em conta que o Picanto, que traz caixa automática. Na versão Red, equivalente à de topo do sul-coreano, que participa deste comparativo, contudo, o Volkswagen sai por R$ 42.990. 

A desconforto causado pela transmissão robotizada é o ponto fraco do Up!. Com cinco marchas, a caixa I-Motion gera muitos solavancos nas trocas de marcha. Em contrapartida, é mais rápida que a automática do Picanto, o que se traduz em bom desempenho. O motor, de até 82 cv, é o mesmo do Fox mas, como o Up! é bem leve, é mais ágil que o “irmão”. 

++ Gol Copa 82 faz a alegria de três gerações

A suspensão é firme e, aliada ao volante pequeno, torna o hatch gostoso de dirigir. Mas, diferentemente do que ocorre no Picanto, há prejuízo do conforto para quem está a bordo. No seguro, o Up! se destacou em relação ao todos os modelos que participam deste “torneio”. Na média, o preço da apólice nas seguradoras consultadas ficou em R$ 1.037. 

A versão Red, de topo, traz os mesmos itens de série do rival e ainda acrescenta sensor de estacionamento na traseira. Além disso, o VW conta com uma lista interessante de opcionais. O navegador GPS, por exemplo, sai por R$ 1.200 e os bancos de couro, por R$ 680. 

PRÓS: DESEMPENHO
Na aceleração de 0 a 100 km/h, VW é quase 5 segundos mais rápido que o Kia. Também é mais ágil que Fox e HB20.

CONTRAS: CÂMBIO
Apesar de deixar o carrinho bem ágil, transmissão gera muitos trancos e acaba comprometendo o conforto. 

ALEMANHA VENCE POR UM PONTO

Fim de torneio do JC. Após jogos equilibrados, a Alemanha, com seus jogadores brasileiros, conquistou o troféu graças à leve superioridade do Fox na primeira partida. A Volks somou 107 pontos, apenas um a mais que a Hyundai/Kia.

Agilidade e preço do seguro foram determinantes para a vitória da alemã, diante da estabilidade e do melhor acabamento da equipe sul-coreana.

Agora, que comece a Copa do Mundo de futebol! Para saber qual seleção vai se sair melhor, se Alemanha ou Coreia do Sul, só mesmo vendo os jogos do campeonato. Desejamos sorte às duas, mas, honestamente, estamos torcendo para que o Brasil fature o caneco.

OPINIÃO: A PAIXÃO COREANA OU A RAZÃO ALEMÃ

Se o preço de peças e seguro não fossem tão importantes, as chances de vitória do HB20 aumentariam, o que mudaria o destino do campeonato do JC. O prazer de guiar proporcionado pelo Hyundai supera as virtudes do Fox. 

No caso dos componentes de reposição, o problema vai além dos custos. Na hora de fazer cotação de peças, o atendimento nas concessionárias da marca sul-coreana foi muito ruim. No caso do Fox, além de muito mais numerosas, as autorizadas Volkswagen têm atendimento muito melhor. Por outro lado, o hatch, lançado há mais de dez anos, está bem defasado. 

O Fox é aquele tipo de carro que as pessoas compram por ser uma opção mais racional e saudável para o bolso. Já na segunda partida, eu optaria pelo maior conforto oferecido pelo Picanto. O Up! só entraria na garagem lá de casa na versão com câmbio manual. 

Vale lembrar que a Mercedes, patrocinadora da seleção alemã, tem um três-cilindros, o Smart Fortwo. Porém, seu motor 1.0 é turbo e a gasolina, E, após a Copa, chega às lojas o novo Ford Ka, este sim vai concorrer com os carros do torneio do JC.

VW FOX - Motor: 1.0; Potência: 75/82 cv a 6.250 rpm; Torque: 9,7/10,4 mkgf a 3.000 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas. Porta-malas de 260 litros. Dimensões: comprimento 3,82 metros, largura 1,65 metro, entre-eixos 2,46 metros.

HYUNDAI HB20 - Motor: 1.0; Potência: 75/80 cv a 6.200 rpm; Torque: 9,4/10,2 mkgf a 4.500 rpm; Transmissão: câmbio manual de cinco marchas. Porta-malas de 300 litros. Dimensões: comprimento 3,90 metros, largura 1,68 metro, entre-eixos 2,50 metros.

KIA PICANTO - Motor: 1.0; Potência: 77/80 cv a 6.200 rpm; Torque: 9,6/10,2 mkgf a 4.500 rpm; Transmissão: câmbio automático de quatro marchas. Porta-malas de 200 litros. Dimensões: comprimento 3,59 metros, largura 1,59 metro, entre-eixos 2,38 metros.

VW UP! - Motor: 1.0; Potência: 75/82 cv a 6.250 rpm; Torque: 9,7/10,4 mkgf a 3.000 rpm; Transmissão: câmbio automatizado de cinco marchas. Porta-malas de 285 litros. Dimensões: comprimento 3,60 metros, largura 1,64 metro, entre-eixos 2,42 metros.


Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui