30.08.2014 - 08:00

Veja cinco esportivos nacionais dos anos 90

Listamos alguns dos modelos mais emblemáticos desse período, com direito a conversíveis e motores turbo

Volkswagen Gol GTi - Volkswagen/Divulgação
Volkswagen/Divulgação
Volkswagen Gol GTi

Entre o fim dos anos 1980 e meados da década seguinte, os importados ainda tinham presença tímida no mercado nacional, o que abria espaço para que as marcas nacionais fizessem modelos mais exclusivos, com versões especiais que tinham direito a motores mais potentes e custavam até o dobro de seus similares mais básicos. Isso deu origem a alguns esportivos nacionais, que inauguraram o uso de algumas tecnologias que hoje são cultuados por entusiastas. Listamos cinco modelos que fizeram a cabeça de quem acompanhava o mercado automobilístico naquela época.


Volkswagen Gol GTi - O hatch da Volkswagen foi lançado em 1989 e foi o primeiro carro nacional com injeção eletrônica. O motor 2.0 litros rendia 120 cv e fazia dele o Gol mais rápido de então. Ele tinha algumas mudanças no visual, como um aerofólio na tampa traseira, as famosas rodas "pingo d'água" nas safras mais antigas e bancos Recaro no interior.


Chevrolet Kadett GSI - O esportivo da GM tinha 121 cv extraídos do conhecido 2.0. Maior que o Gol, acomodava melhor passageiros e bagagens, além de ter a aerodinâmica mais aprimorada em relação às formas quadradas do Volkswagen. Ele teve ainda uma cobiçada e caríssima versão conversível encarroçada pela italiana Bertone.


Ford Escort XR3 - O XR3 de primeira geração foi lançado pela Ford ainda em meados dos anos 80, com um fraco motor de 1,6 litro. No entanto, o visual esportivo com aerofólio, saias laterais e muito carisma logo caiu nas graças do público. O conversível também fez muito sucesso, mesmo que com preço mais alto. A segunda geração manteve o sucesso e ganhou equipamentos e o motor 2.0 com injeção eletrônica da Volkswagen - graças à Autolatina.


Fiat Uno Turbo - Entre suas muitas versões, o Uno ainda foi o primeiro carro nacional com motor turbinado de fábrica, lançado em 1994. O "nervosinho" Uno Turbo usava um 1.4 litro que rendia bons 114 cv. Para controlar a cavalaria extra, freios a disco nas quatro rodas vindos do Tempra, suspensão mais firme e rebaixada, além de um kit aerodinâmico que deixava o visual bastante característico vinham de série.


Fiat Tempra Turbo - Também em 1994 a Fiat mostrou o Tempra Turbo. O modelo foi o primeiro sedã de alto desempenho do Brasil, com seu 2.0 8V turbinado de 165 cv. Com diversas alterações em relação às versões comuns, ele tinha itens como embreagem com comando hidráulico e reforços no câmbio.

Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui