22.08.2014 - 17:48

Usados de 2014 agora estão na tabela

De 34 modelos na estreia em 1982, tabela passa a oferecer 1.420 cotações de veículos

Igor Macário
Lançado há cinco meses, Volkswagen Up! passa a integrar cotação de preços do Jornal do Carro - Volkswagen/Divulgação
Volkswagen/Divulgação
Lançado há cinco meses, Volkswagen Up! passa a integrar cotação de preços do Jornal do Carro

Há 32 anos o Jornal do Carro lançou a pesquisa de preço de usados que se transformou em referência no mercado. E a partir de hoje o levantamento fica ainda mais completo ao incluir os preços médios de centenas de veículos seminovos com ano/modelo 2014.

A primeira edição do caderno publicada, em 4 de agosto de 1982, trazia cotações de 34 carros e seis motos. Na de hoje há 1.420 modelos, entre automóveis e motocicletas, e mais de 5 mil cotações.

As médias são apuradas semanalmente pelo InformEstado, o departamento de pesquisa do Grupo Estado. A equipe é liderada pela gerente de Business Intelligence Silvia Ambrosi. De acordo com ela, a atualização semanal garante maior precisão nos valores apurados. “Além disso, sabemos em tempo real como o mercado está se comportando”, afirma ela.

Essa agilidade é comprovada pela atualização constante dos modelos que figuram na pesquisa. Entre as novidades, os preços do VW Up!, lançado há menos de seis meses, já podem ser consultados.

Silvia explica que os oito profissionais responsáveis por coletar os dados vão às ruas para, literalmente, “sentir” os humores do mercado. “Também visitamos feirões, tanto os de fábrica, quanto os realizados de forma independente, para levantar as melhores e mais confiáveis cotações”, diz.

Ela lembra que a melhor maneira de usar a Bolsa JC é acompanhá-la semanalmente. “Assim o leitor consegue ter um panorama completo e atualizado do segmento.”

Confira quais modelos entram e saem da Bolsa semanal

A Bolsa de Usados do Jornal do Carro é atualizada uma vez por ano – no mês de aniversário do caderno. A pesquisa, que apura os preços médios dos veículos mais negociados, é feita com base em valores pedidos por particulares, concessionárias e lojas independentes.

 

Para fazer parte do levantamento, o modelo deve apresentar, no mínimo, 14 ofertas por semana. Ou seja: os modelos que estão “desaparecendo” acabam dando lugar aos recém-lançados que caíram no gosto do consumidor.

Por meio da Bolsa, publicada semanalmente, você confere as cotações de 49 novos modelos. Entre os usados que passam a fazer parte do levantamento estão o importado Audi A3 Sedan e o nacional Peugeot 208. No caso das motos, foram incluídos cinco modelos.

Com as atualizações, 46 veículos deixaram de figurar no levantamento por causa da redução da oferta. Entre eles estão a perua Toyota Fielder, na versão de topo, SE-G.

Outros vão sendo aos poucos redirecionados para a Bolsa de “Velhinhos”. Fazem parte carros produzidos entre 1999 e 1986, como as primeiras unidades do Chevrolet Astra nacional.

Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui