18.03.2015 - 09:00

Andamos no Dafra Cityclass

Por R$ 9.390, scooter é uma opção prática e atraente para o trânsito urbano

José Antonio Leme
Há espaço para as pernas até dos mais altos
Dafra/Divulgação
Há espaço para as pernas até dos mais altos

A Dafra se tornou especialista em oferecer scooters com bom custo-benefício. Depois do Citycom e do Maxsym, a marca lança o Cityclass 200i, modelo montado em Manaus com motor monocilíndrico de 199 cm3 e 13,6 cv, câmbio automático CVT e tabela de R$ 9.390.

Espaço para um capacete do tipo fechado sob o banco, tomada de 12V e entrada USB, porta-luvas com chave e gancho para sacolas no escudo se destacam. Há ainda suporte para baú extra e painel de instrumentos completo e de fácil leitura.

 

Seu motor de 1,41 mkgf é bem gerenciado pelo câmbio de relações continuamente variáveis, que privilegia a economia de gasolina. Mas o deixa lento em arrancadas.

Após embalar, por outro lado, o Dafra mostra ânimo. Vence bem as rampas e mantém os 90 km/h sem grande esforço.

As rodas de liga leve de 16 polegadas não sofrem na cidade. Permitem deitar bem o scooter em curvas, o que se reflete em agilidade.

A ergonomia merece elogios. A posição de guiar não cansa braços e pernas e há conforto até para os mais altos.

Os freios, a disco nas duas rodas, são eficientes. E há sistema de frenagem combinada (obrigatório a partir de 2016), cuja atuação independe do manete que foi acionado.

 

Mercado está ruim, menos para scooters

Enquanto o mercado total de motos novas vai de mal a pior no Brasil, com retração de 10,2% no atacado (das fábricas para as concessionárias) em 2014 ante 2013, e de 16,8% nas exportações no mesmo período, os scooters mantêm um forte ritmo de crescimento.

As vendas do segmento, voltado principalmente ao transporte em grandes cidades, subiram 35,4% no ano passado ante 2013. Em números absolutos, a alta foi de, aproximadamente, 11 mil exemplares.

A produção subiu 43% e passou de 29.816 exemplares em 2013 para 42.643 em 2014, de acordo com dados da Abraciclo, associação que reúne as principais fabricantes do setor instaladas no País.

O principal rival do Cityclass é o PCX. Com números de potência e torque, além de preço (R$ 9.015) semelhantes aos do Dafra, o Honda foi o líder de vendas do segmento em 2014 com 22.694 emplacamentos.

No primeiro bimestre deste ano, somou 4.003 exemplares. Está logo à frente do Lead, cuja tabela é de R$ 7.012.

Prós e contras

 Prós

AGILIDADE

Com rodas de liga leve de 16”, scooter vai bem em curvas e não sofre com piso ruim.

Contras

CÂMBIO

Por causa do ajuste do CVT, voltado ao conforto, modelo é lento nas arrancadas.

 Ficha Técnica

Preço sugerido - R$ 9.390

Motor - 199,1 cm³, 1 cilindro, gasolina

Potência (cv) - 13,8 a 7.500 rpm

Torque (mkgf) - 1,4 a 6.000 rpm

Câmbio - Automático, CVT

Peso - 138 quilos (seco)

> Saiba mais sobre José Antonio Leme no Google

Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui