30.08.2014 - 08:00

Fluidos do automóvel merecem atenção

Revisão do óleo do motor, direção, freio e dos líquidos de arrefecimento e para-brisas deve ser frequente

Diego Ortiz
Vareta o óleo mostra o nível do reservatório - Diego Ortiz/Estadão
Diego Ortiz/Estadão
Vareta o óleo mostra o nível do reservatório

Os fluidos dos automóveis - que são muitos - servem basicamente para reduzir o atrito entre as peças metálicas dos componentes, melhorar a dispersão de calor e evitar a oxidação. 

Há diversas opções no mercado, de tipos e marcas. Por isso, o motorista deve sempre olhar o manual do proprietário e ver as especificações de cada fluido a ser posto no veículo para que não haja nenhum problema. "O manual sempre conta todos os segredos do carro e merece ser ouvido", diz o diretor da sociedade de engenheiros SAE Brasil, Francisco Satkunas. 

Todos são essenciais, mas os que podem causar mais prejuízos financeiros para o dono do carro se não forem revisados são os do motor e do sistema de arrefecimento, justamente por gerarem problemas no propulsor se não forem trocados corretamente. "Travamentos, quebra de bielas, desgastes e até ruptura do pistão são problemas que podem ser evitados com a manutenção periódica", afirma o diretor técnico da AEA, Vinícius Aguiar. Veja abaixo dicas de como fazer a revisão dos fluidos.

MOTOR

A troca do óleo do motor deve ser feita, em média, a cada 10 mil quilômetros ou seis meses para que o atrito das peças seja evitado e para que não crie borra no cabeçote ou desgaste. A verificação do nível do óleo na vareta deve ser realizada com o motor frio. O preço do litro do óleo em casas especializadas parte, em média, de R$ 24.  

ARREFECIMENTO

O líquido de arrefecimento deve ser trocado quando o nível do reservatório baixar. O principal aditivo usado é o etilenoglicol, que ajuda a deixar o motor na temperatura ideal e evita o superaquecimento. Ele também impede a formação de ferrugem dentro do radiador. O preço da substância é de cerca de R$ 70.  

FREIO

O fluido do freio é que ajuda o pedal a passar a pressão necessária à aplicação da força de frenagem, com atuação nas pastilhas e lonas. Como os freios são itens muito importantes, o ideal é que se verifique o nível do fluido a cada 30 dias. O preço médio do fluido é de R$ 10.

 

DIREÇÃO

O lubrificante da direção deve ser trocado em uma faixa que varia entre 35 mil e 50 mil quilômetros, dependendo do uso e das condições do piso que o carro anda. Se o tempo da troca for superado sem a manutenção adequada, ele começa a engrossar e pode danificar as engrenagens do sistema. A troca do fluido de direção, que deve ser feita com cuidado, por se tratar de um produto altamente inflamável, custa cerca de R$ 100. 

LIMPADOR DE PARA-BRISA

As palhetas de borracha dos limpadores de para-brisa sofrem muito com as variações do tempo, seja ele quente, frio, seco ou com muita chuva. Um bom jeito de cuidar do conjunto do limpador é colocar o fluido adequado, que além de ajudar a limpar mais o vidro, ainda hidratada as borrachas. Os aditivos do reservatório do limpador custam, em média, R$ 10, e é importante lembrar que não se deve usar detergentes comuns para a função, pois eles mancham a pintura.  

> Saiba mais sobre Diego Ortiz no Google

Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui