28.08.2014 - 08:00

Trocar lâmpada pode aumentar segurança

Visão noturna tem como ser ampliada em até 50% com a substituição por um conjunto mais forte

Diego Ortiz
Lâmpadas mais fortes melhoram a visibilidade - Henrique PInheiro/Estadão
Henrique PInheiro/Estadão
Lâmpadas mais fortes melhoram a visibilidade

Os faróis são itens de segurança muito importantes nos carros, assim como as lanternas. São eles que marcam a posição do veículo a noite, indicam se ele está freando e iluminam o caminho, principalmente nas estradas. Na busca por uma iluminação melhor ou até para apenas incrementar a parte estética do veículo, alguns proprietários trocam as lâmpadas originais por modelos mais fortes.

A luz mais potente, com até 50% a mais de poder que as convencionais, pode representar a diferença em se envolver ou não em um acidente na estrada, por exemplo, e há muitas opções, algumas até coloridas. As com as cores do Brasil  foram febre durante a última Copa do Mundo no País.

No entanto, as de iluminação azul ou mais branca, que simulam um farol de xenon, são as mais procuradas nas lojas de peças. “Os jovens são os que buscam mais essas lâmpadas, com o objetivo de deixar o carro mais bonito e para serem vistos com mais facilidade”, diz o gerente da MercadoCar da Barra Funda, Antonio Agostinho de Souza.



As lâmpadas mais modernas de reposição são feitas de quartzo de vidro, com alta resistência aos raios UV e a umidade. Isso impede que elas pifem com facilidade em caso de chuva forte, que pode entrar pelas lentes dos faróis e lanternas, e que percam seu poder de iluminação por ficarem muitos expostas ao sol.

Classificadas pela unidade de valor kelvin, que mede a grandeza da temperatura termodinâmica, as lâmpadas mais fortes instaladas nos carros hoje têm 4.300 K, limite permitido pela lei para serem instaladas em veículos sem aporte para o sistema de xenon, em que é preciso que se tenha limpadores de faróis e venha de série com o equipamento. Modelos que foram regularizados até o início de junho de 2011 também podem usar o xenon.



A instalação de lâmpadas de qualidade e dentro do especificado pelo manual do proprietário do veículo também é importante para que não se tenha problemas com a parte elétrica do carro ou até com os faróis.

Uma lâmpada com kelvin maior que o recomendado pode derreter ou dar curto no chicote elétrico, demandando a cara substituição do componente. "O primeiro sinal de que isso está para acontecer é a queima dos fusíveis relativos aos faróis", afirma o engenheiro mecânico da SAE Brasil, Jomar Napoleão.



As lentes dos faróis também podem ser afetadas caso a temperatura da lâmpada esteja acima do recomendado. As lanternas também podem sofrer do mesmo mal, só que ainda com mais facilidade por serem compostas de um polímero termoplástico mais frágil. Os principais danos são o derretimento da lente, principalmente na área do foco do canhão, ou o calor deixar todo o conjunto óptico mais opaco, prejudicando a dispersão da luz. "O veículo sempre dá sinal da existência de problemas. Mas basta seguir o manual que vem nele para que não se tenha problema nenhum", salienta Napoleão.

 

Amanhã, em continuação ao Especial de Serviços do Jornal do Carro, você vai poder ver os cuidados que se deve ter com o estofamento do carro. 

 Notícias anteriores:

Rodas maiores podem causar problemas
Veja quando trocar os amortecedores
Tempo seco compromete borracha da palheta

 

> Saiba mais sobre Diego Ortiz no Google

Comentários

Tabela JC

Links patrocinados
Anuncie aqui