Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Cinegrafista atingido por rojão em protesto no Rio tem morte cerebral

Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, estava internado em Centro de Tratamento Intensivo com afudamento no crânio

10 de fevereiro de 2014 | 12h 16
Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

Atualizado às 12h58

Andrade estava em coma induzido desde que foi atingido - Agência O Globo
Agência O Globo
Andrade estava em coma induzido desde que foi atingido

RIO - A Secretaria Municipal de Saúde do Rio acaba de informar a morte cerebral do cinegrafista da TV Bandeirantes atingido por um rojão de vara em um protesto no dia 6 de fevereiro. Santiago Ilídio Andrade, de 49 anos, faleceu na manhã desta segunda-feira, 10. Ele estava internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Souza Aguiar, no centro, com afundamento de crânio.

Andrade estava em coma induzido desde que foi atingido. No mesmo dia, passou por uma neurocirurgia para estancar o sangramento e estabilizar a pressão intracraniana. Além do afundamento de crânio ele perdeu parte da orelha esquerda.

O cinegrafista da TV Bandeirantes foi ferido durante um confronto entre policiais e manifestantes em meio a um protesto contra o aumento da passagem de ônibus no Rio.

Novo ato. Os Movimentos Passe Livre do Rio e de Niterói promovem outro protesto contra o aumento da passagem de ônibus, em vigor desde sábado. Marcado inicialmente para as 17h na Candelária, o ato foi transferido para as 18h na mesma praça onde o cinegrafista foi atingido, na frente do Palácio Duque de Caxias, sede do Comando Militar do Leste e vizinho da Central do Brasil.

Investigação. Na manhã de domingo, 9, a polícia prendeu o tatuador Fábio Raposo, de 22 anos, que confessou ter entregue o rojão ao suspeito de tê-lo acendido. Raposo concordou em ajudar a polícia a produzir um retrato falado do responsável pelo crime. O homem aparece em imagens de TV e fotografias, mas não foi possível identificá-lo nos registros, porque estava de máscara.

O advogado do tatuador, Jonas Tadeu Nunes, afirmou que tem o nome do suspeito e vai apresentá-lo ainda nesta segunda-feira, 10, ao delegado que investiga o caso.





Tópicos: Rio, Rede Band, Protestos

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco

  • Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco
  •  Psicóloga dá dicas para escolher carreira
  • Brasília: monumental na aparência e nas distâncias



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo