Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Detento é encontrado morto em presídio no Maranhão

Só em janeiro deste ano, quatro presos morreram dentro de penitenciárias no Estado

22 de janeiro de 2014 | 22h 44
Rafaela Lima - Especial para O Estado

SÃO LUÍS - Na tarde desta quarta-feira, 22, o detento identificado como Cledeilson de Jesus Cunha foi encontrado morto dentro de um balde de lixo, na cela da Unidade Prisional de Ressocialização de Santa Inês, a 234km de São Luís. Em nota, a Secretaria de Estado de Justiça e de Administração Penitenciária (Sejap) informou que as causas da morte de Cledeilson serão apuradas e divulgadas nesta quinta.

Presos no Complexo de Pedrinhas, no Maranhão - Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão
Presos no Complexo de Pedrinhas, no Maranhão

Esta é contabilizada como a quarta morte dentro de presídios do estado, só em janeiro deste ano. As outras três aconteceram dentro do Complexo de Pedrinhas.

Outros casos. No início da manhã desta terça-feira, 21, um preso foi encontrado morto em uma cela do Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), uma das oito unidades prisionais do Complexo de Pedrinhas, em São Luís. Desde o ano passado, foram registradas 63 mortes de presos em Pedrinhas.

Na segunda-feira, 20, nove detentos do Complexo de Pedrinhas foram transferidos para o presídio federal de segurança máxima de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

A violência do presídio tomou as ruas de São Luís no início do ano e deixou vítimas. Uma criança de 6 anos morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas após um ônibus ser incendiado por ordem de presos de Pedrinhas. O Ministério Público do Maranhão ofereceu denuncia contra sete pessoas pela morte da menina Ana Clara Souza.





Tópicos: Maranhão, Presídio

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo