Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Encontrado barco que naufragou no rio Amazonas

Dona Zilda estava no fundo do rio, encalhado em um banco de areia; seis passageiros ainda estão desaparecidos

06 de abril de 2009 | 17h 56
Liège Albuquerque - O Estado de S.Paulo

O barco Dona Zilda, que naufragou na madrugada de domingo, 5, supostamente depois de bater em um barranco à margem direita do rio Amazonas, próximo a Itacoatiara, a 170 quilômetros de Manaus, foi encontrado no fundo do rio, encalhado em um banco de areia, no início da tarde desta segunda-feira, 6. A expectativa é que os seis corpos dos passageiros desaparecidos possam estar presos em camarotes ou banheiros da embarcação.

Veja também:

linkColisão é causa provável de naufrágio no AM, diz bombeiro

linkRetomada busca por desaparecidos em naufrágio no Amazonas

linkSobrevivente fala que barco naufragado estava sobrecarregado

A embarcação Dona Zilda saiu da vila de Ururiá, em Nova Olinda, a 138 quilômetros de Manaus, no rio Madeira, no início da manhã de domingo. O barco tinha capacidade para 38 pessoas, mas levava 47, sendo que 41 sobreviveram. A embarcação também estava carregada de madeira, farinha, cacau e castanha, que seriam comercializados em Itacoatiara.

De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Antonio Dias dos Santos, ainda não é possível informar se o barco está avariado por conta da suposta batida em um barranco. "Durante a tarde o barco estava sendo amarrado e cilindros de ar comprimido colocados ao seu redor para flutuar, além de ter sido enviado um guincho de Manaus", contou. "Os trabalhos encerram às 18 horas (local) por conta da falta de iluminação natural, da correnteza e das águas turvas do rio, mas serão retomados ao amanhecer."

Seis pessoas estão desaparecidas, quatro adultas e duas crianças: Luiza Moraes, Arlete Santos, Edelvana Nunes, Tarsila Seixas Nunes, Gleiciane Seixas Nunes, de 4 meses, e Jenniffer Emanuele, de 5 anos.

A embarcação Dona Zilda saiu da vila de Ururiá, em Nova Olinda, a 138 quilômetros de Manaus, no rio Madeira, no início da manhã de domingo. O barco tinha capacidade para 38 pessoas, mas levava 47, sendo que 41 sobreviveram. A embarcação também estava carregada de madeira, farinha, cacau e castanha, que seriam comercializados em Itacoatiara.

Pela manhã, mais quatro mergulhadores foram enviados para ajudar nas buscas pelos desaparecidos, aumentando para 12 o número de soldados que trabalham na região, além de 15 oficiais da Marinha.

No ano passado ocorreram sete naufrágios nos rios do Amazonas, matando no total 78 pessoas. O mais grave aconteceu em maio de 2008, quando o barco Comandante Sales afundou próximo a Manacapuru, a 84 quilômetros da capital, matando 48 pessoas. Este mês, o comandante do barco vai a júri popular.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP

  • Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP
  • Fóruns Estadão Brasil 2018 debate educação no Brasil
  • O dia seguinte no morro Pavão-Pavãozinho



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo