Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Mulheres do Distrito Federal são as que têm filhos mais tarde

Capital do País tem maior porcentual de partos de mulheres de 30 a 44 anos

20 de dezembro de 2013 | 10h 10
Roberta Pennafort - O Estado de S. Paulo

RIO - As brasileiras estão tendo seus filhos cada vez mais tarde, em especial as da capital do País. Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta sexta-feira, 20, constatou que caiu a proporção de nascimentos cujas mães eram dos grupos etários mais jovens, enquanto cresceu nos grupos acima de 30 anos, o que corrobora tendência observada em pesquisas anteriores. Mas o porcentual de nascimentos cujas mães tinham até 15 anos de idade permaneceu estável, indo de 0,7% em 2002 para 0,8% em 2012.

Na maior parte dos Estados o principal grupo etário das mães é de 20 a 24 anos - Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão
Na maior parte dos Estados o principal grupo etário das mães é de 20 a 24 anos

A unidade da federação com proporção de mães mais velhas é o Distrito Federal: enquanto a média brasileira de proporção de nascimentos entre mulheres de 30-44 anos é de 30,2%, no DF é 38,3%. Nesse quadro, também se destacam o Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Pará, Maranhão e Alagoas têm as mães mais jovens. As proporções de nascimentos oriundos de mães de até 24 anos, nesses Estados, foi de 57,2%, 56,6% e 52,4%, respectivamente. Apesar das mudanças no comportamento reprodutivo das mulheres no País, em especial entre as que têm maior escolaridade, que postergam o quanto podem a maternidade, na maior parte dos Estados o principal grupo etário das mães é de 20 a 24 anos.

Os dados, de 2012, são da pesquisa Estatísticas do Registro Civil.





Tópicos: Ibge, Distrito federal

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP

  • Haitianos só fazem uma refeição por dia e dormem no chão em SP
  • Fóruns Estadão Brasil 2018 debate educação no Brasil
  • O dia seguinte no morro Pavão-Pavãozinho



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo