Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

Rede critica governo Alckmin e fala em práticas com 'traços ditatoriais'

Nota questiona atuação da polícia em protesto contra a Copa no último sábado em São Paulo

29 de janeiro de 2014 | 20h 23
O Estado de S. Paulo

A Rede Sustentabilidade, partido que ex-ministra Marina Silva tentou criar, repudiou a ação da polícia durante o protesto contra a Copa do Mundo, realizado no último sábado em São Paulo, e disse que a forma com que o governo do tucano Geraldo Alckmin lida com as manifestações lembra práticas com "traços ditatoriais".

São Paulo. Cerca de 128 são detidos pela polícia em protesto - Paulo Saldaña/Estadão
Paulo Saldaña/Estadão
São Paulo. Cerca de 128 são detidos pela polícia em protesto

As duras críticas a Alckmin acontecem no momento em que o grupo de Marina pressiona o PSB de Eduardo Campos a desistir da aliança com os tucanos no Estado e articula o lançamento de candidatura própria ao governo.

A nota foi publicada na terça-feira, 28, no site da Rede e lembra o caso de Fabrício Proteus Chaves, de 22 anos, baleado por policiais militares em Higienópolis depois do protesto. Segundo o texto, o episódio acende "imediatamente o sinal de alerta quanto às diretrizes políticas do Estado no trato com as manifestações de rua".

"É preciso refutar essa prática, de traços ditatoriais, do governo Alckmin, que caracteriza-se por abusar da violência contra manifestantes, agredindo de forma inequívoca o estado de direito e a cidadania. O atentado contra a vida do jovem Fabrício enfraquece a vida de nossa democracia incompleta", diz o texto assinado pela Executiva da sigla.

A nota também defende que os responsáveis "criminais e políticos" sejam punidos e diz que o princípio da "não-violência" deveria ser adotado pelas forças policiais de todo o País.

Incidente. Também na terça, Alckmin classificou como "incidente" o fato de Fabrício ter sido baleado após participar das manifestações, mas disse que a polícia iria atuar sempre para evitar depredações nesses casos. A assessoria de comunicação do Palácio dos Bandeirantes disse, nesta quarta, que o governo não iria se manifestar sobre a nota da Rede.

A Polícia Militar abriu um inquérito para apurar as circunstâncias em que o manifestante foi atingido. A versão da secretaria estadual de Segurança Pública é que os policiais agiram em legítima defesa pois Fabrício portava um estilete e "material explosivo".

Itamaraty. Em agosto do ano passado, Pedro Piccolo, membro da Executiva Nacional da Rede, pediu afastamento do cargo após ter sido acusado de participar dos atos de vandalismo que depredaram o prédio do Itamaraty, durante os protestos de junho. Em nota divulgada na época, a Rede afirmou que repudiava "todas as formas de violência" durante as manifestações.





Tópicos: Rede, Alckmin

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco

  • Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco
  •  Psicóloga dá dicas para escolher carreira
  • Brasília: monumental na aparência e nas distâncias



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo