Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Sete pessoas ficam feridas após tiroteio em Copacabana

Troca de tiros entre a polícia e um homem que tentava enforcar a mulher ocorreu pouco antes da queima de fogos de artifício na orla

01 de janeiro de 2014 | 11h 23
Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

RIO - Pelo menos sete pessoas ficaram feridas após um tiroteio na esquina da Rua República do Peru com Avenida Nossa Senhora de Copacabana pouco antes da queima de fogos em Copacabana, zona sul do Rio, na noite desta terça-feira, 31.

De acordo com a Polícia Militar, Adilson Rufino da Silva, 34, tentava enforcar a esposa, Rosilene de Azevedo, 37, e os agentes tentaram protegê-la. Houve luta corporal e o marido conseguiu roubar a arma do comandante do 19ª Batalhão de Polícia Militar (Copacabana), coronel Ronald Santana, que tentava apartar a briga. Os outros agentes revidaram e houve correria.

O comandante foi ferido na perna e levado para o Hospital Copa D'Or. Outro policial foi ferido e levado para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), no Estácio, zona norte.

Cinco vítimas foram levadas para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, zona sul. Rufino, que foi ferido na perna e teve diversas lesões, foi operado e passa bem. Renato Resse, 15, também foi ferido na perna, atendido e liberado. Luci da Silva e Carolina Sales, 19, foram atingidas por estilhaços, mas já foram liberadas. Maria Clara Freitas, 7, teve fraturas e precisou ser operada. Ela está em situação estável e deve ser transferida para um hospital particular.

Rosilene disse que Rufino tinha bebido demais e tentou enforcá-la por ciúmes na frente dos dois filhos do casal. Ela reclamou da truculência policial. O caso foi registrado na 12ª Delegacia de Polícia (Copacabana).






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco

  • Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco
  •  Psicóloga dá dicas para escolher carreira
  • Brasília: monumental na aparência e nas distâncias



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo