Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > Brasil
Início do conteúdo

Superior Tribunal de Justiça reduz pena dos pilotos do Legacy

Punição passou para dois anos e quatro meses de detenção, em regime aberto

11 de dezembro de 2013 | 20h 26
O Estado de S. Paulo

A ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), reduziu nesta quarta-feira, 11, a pena imposta aos pilotos do jato Legacy, envolvido no acidente com o avião da Gol, que resultou na morte de 154 pessoas, em 2006.

Queda. Colisão derrubou Boeing: 154 pessoas morreram - Sebastião Moreira/Estadão - 01º/10/2006
Sebastião Moreira/Estadão - 01º/10/2006
Queda. Colisão derrubou Boeing: 154 pessoas morreram

Na decisão, a ministra aceitou o recurso dos pilotos Joseph Lepore e Paul Paladino e reduziu as penas de três anos, um mês e dez dias para dois anos e quatro meses de detenção, em regime aberto, pelo crime de atentado contra a segurança do transporte aéreo.

Os advogados dos pilotos argumentaram que a pena tinha sido injustamente aumentada por considerar duas vezes a mesma situação agravante.

O ponto mencionado pelos recorrentes diz que a pena por homicídio culposo pode ser aumentada em um terço quando o crime resulta de inobservância de regra técnica de profissão.

Segundo a defesa, a violação de deveres técnico-profissionais já havia sido considerada para caracterizar a culpa dos pilotos no acidente e, por isso, não poderia servir também para justificar o aumento da pena.

Os pilotos, que são americanos e estão nos Estados Unidos, questionaram ainda que lhes fora negado pela Justiça Federal o direito à substituição da pena privativa de liberdade por restritiva de direitos.

Quanto a esse ponto, a relatora entendeu que o tribunal regional, em razão das circunstâncias judiciais desfavoráveis, agiu dentro da mais absoluta legalidade.





Tópicos: Acidente, Legacy

Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Protesto pede autonomia para o IBGE

  • Protesto pede autonomia para o IBGE
  • Devo ou não contratar a garantia estendida?
  • Todas as informações sobre o produto têm de ser claras



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo