Ir para o conteúdo
ir para o conteúdo
 • 
Você está em Notícias > São Paulo
Início do conteúdo

'Tenham amor um pelo outro', pede viúva de cinegrafista atingido por rojão

Na despedida do marido, no Rio, Arlita Andrade disse ter pena de jovens envolvidos na morte do marido e falou que se preocupava com gosto de Santiago Andrade por coberturas de risco

13 de fevereiro de 2014 | 11h 22
Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

RIO - A mulher do cinegrafista Santiago Andrade, Arlita Andrade, conversou um pouco com jornalistas durante o velório do marido, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju, zona portuária do Rio.

Dezoito anos mais velha, eles se conheceram quando o filho mais novo dela tinha um ano. Ele se apaixonou pelo jornalismo quando a filha mais velha dela se formou. No começo da carreira, Arlita, que é diretora de creche ajudou o marido em diversos trabalhos.

Andrade gostava de coberturas inusitadas e de grande repercussão, mas se preocupava com a violência e a segurança da equipe. "Eu falava: 'Poxa, amor, faz uma coisa mais leve.' Ele dizia: 'Eu gosto de tiro, porrada e bomba'. O sonho dele era ser repórter cinematográfico".

Arlita não quis comentar nada relacionado à investigação e ao posicionamento das autoridades, mas falou brevemente sobre Fábio Raposo e Caio de Souza, presos em Bangu. "Tenho pena desses dois rapazes". "Queria pedir a todo mundo, por favor, sejam mais amigos, mais tranquilos e tenham amor um pelo outro".

Muito emocionada, a jornalista da Band Camila Grecco ressaltou que Andrade se preocupava muito com a segurança. "Ele sempre se preocupava com a equipe. Se soubesse que estava em uma situação de muito risco (naquele momento), jamais estaria ali", afirmou antes de desabar em lágrimas.

O velório ficou aberto ao público até as 11h, desta quinta-feira, 13, quando será fechado para uma despedida particular da família. A previsão é que Andrade seja cremado às 12h.






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

Siga o Estadão

Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco

  • Funcionários tentaram controlar fogo de ônibus em Osasco
  •  Psicóloga dá dicas para escolher carreira
  • Brasília: monumental na aparência e nas distâncias



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo