ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Esportes

Chefe de segurança de Londres/2012 dá conselho sobre protestos

Para Chris Allison, é importante tentar prever o que vai acontecer e monitorar as articulações das manifestações

04 de dezembro de 2013 | 15h 56
Marcio Dolzan - Agência Estado

RIO - A possibilidade de as manifestações de rua ocorridas durante a Copa das Confederações em várias cidades do Brasil se repetirem na Copa do Mundo preocupam não só a Fifa - o secretário geral da entidade, Jérôme Valcke, já falou sobre isso -, como também o governo federal. Por isso, o vice-comissário da Polícia Metropolitana de Londres e coordenador de segurança nos Jogos Olímpicos de 2012, Chris Allison, esteve no Rio na segunda-feira para participar de um seminário promovido pela Autoridade Pública Olímpica (APO).

Protestos marcaram a Copa das Confederações - Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão
Protestos marcaram a Copa das Confederações

O evento é parte do Programa Governamental de Observadores, que busca aprimorar as estratégias de segurança para os Jogos do Rio, em 2016. Especialista em resolução de problemas relacionados à ordem pública, como grandes protestos, Allison conversou com a reportagem e mostrou estar a par das manifestações que se espalharam pelo Brasil em 2013. Ele considera os atos legítimos e não acredita que grandes protestos possam atrapalhar o andamento da Copa do Mundo ou da Olimpíada.

"As manifestações em seu país são importantes, fazem parte da democracia, e as pessoas têm o direito de protestar. Mas há limites", ressaltou. "Você não tem o direito de parar alguém que está correndo em uma prova e você não tem o direito de impedir os espectadores de assistirem ao evento."

O vice-comissário informou que, nos Jogos de Londres, houve protestos na capital inglesa durante praticamente todos os dias. Alguns reuniram pouca gente, mas outros chegaram a contar com 500 manifestantes. "É importante tentar prever o que vai acontecer. Nossas equipes de inteligência monitoravam as articulações dos protestos e depois nós procurávamos as pessoas para conversar", contou. "Nós conversávamos antes e dizíamos que poderiam protestar, mas teria que ser de forma pacífica." Segundo ele, não houve nenhum registro de violência nas manifestações de Londres.

Allison também falou sobre o risco de atentados terroristas durante os grandes eventos. "Vocês têm muita sorte de não ter histórico de atentados, mas a pergunta que temos que fazer é: ''Quanto os Jogos Olímpicos podem interessar ao terrorismo?", indagou. "Essa é uma pergunta difícil de responder, mas eu fiquei realmente impressionado com o trabalho das autoridades brasileiras a respeito disso."


Saiba mais sobre Marcio Dolzan no Google



Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

VÍDEOS


Siga o Estadão

Programação da TV

  • 23/04 Agora

    Paris Saint-Germain x Evian

    Futebol | Campeonato Francês

    SporTV 2
  • 23/04 15h30

    Piacenza x Novara

    Vôlei | Liga Italiana Feminina de Vôlei

    BandSports
  • 23/04 15h45

    Real Madrid x Bayern de Munique

    Futebol | Liga dos Campeões da Europa

    Globo, Bandeirantes e ESPN Brasil
  • 23/04 17h00

    Provas

    Natação | Troféu Maria Lenk

    SporTV
  • 23/04 19h30

    América-RN x Boavista

    Futebol | Copa do Brasil

    SporTV
Programação completa

20 anos sem Dener

  • 20 anos sem Dener
  • Lúcio acredita no título da seleção brasileira na Copa
  • Lúcio fala sobre o Brasileiro e compara Kleina com técnico da Suíça



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo