ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Esportes

Sete pessoas morrem após partida do Bahia na Série C

Piso de parte da arquibancada do Estádio Fonte Nova cai durante o empate do Bahia diante do Vila Nova-GO

25 de novembro de 2007 | 20h 29

A festa pelo acesso do Bahia à Série B durou poucos minutos. Instantes depois do apito final, do empate sem gols com o Vila Nova-GO, uma tragédia tomou conta da Fonte Nova, que recebeu, neste domingo, 60 mil torcedores. Uma parte do anel superior do estádio cedeu às comemorações, deixando sete mortos e pelo menos 26 feridos, alguns em em estado grave. Além disso, estima-se cerca de 40 feridos, somando-se à queda de um alambrado durante a invasão da torcida no gramado.

 

Veja também:

 Bragantino e Bahia antecipam acesso na Série C  

 Galeria de fotos da tragédia na Fonte Nova

 

As pessoas que sofreram o acidente caíram do lado da rua, em frente a um colégio estadual anexo ao estádio, sendo que seis morreram no local. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues para identificação. Os nomes só serão revelados após o aviso oficial às famílias.

 

O ocorrido cancelou as comemorações pelo acesso. Trios elétricos já estavam nas ruas, mas, à medida que os organizadores viram o tamanho da tragédia, começaram a cancelar as apresentações. 

Massa tricolor

 

Na fase final, as bilheterias do Bahia sempre bateram na casa dos 60 mil pagantes. O Tricolor de Aço levou 59.917 pagantes diante do ABC/RN (3 a 0), 59.599 no empate contra o Atlético (1 a 1), 59.586 pessoas também no empate diante do Bragantino (2 a 2) e dos 58.695 torcedores na vitória sobre o Crac (1 a 0). E no jogo da classificação, foram 60.007 espectadores. Dos dez maiores públicos da Série C, o Bahia teve nove na Fonte Nova.

 

Péssimas Condições

 

Um estudo divulgado há menos de um mês pelo Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia (Sinaenco) já mostrava que a Fonte Nova era o pior estádio do Brasil, entre 29 avaliados em 18 cidades, nos últimos três meses.

 

O levantamento do Sinaenco, realizado com o intuito de avaliar os estádios que se candidataram para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014, indica que a Fonte Nova, estádio construído em 1951 e de propriedade do Estado da Bahia, possuía "arquibancadas em ruínas". Em alguns locais do estádio, não havia peitoril, o que aumentava o risco de queda dos torcedores. Fotos já mostravam que a estrutura de vigas e pilares estava comprometida.

 

"Estado lastimável, nenhum conforto e segurança para os usuários", resume o Sinaenco, a respeito das impressões sobre a Fonte Nova. Além dos problemas estruturais, o estádio apresenta banheiros com o piso podre e vestiários com sistema de aquecimento e chuveiros em situação crítica, além de ausência de higiene até mesmo nos bares.

 

Na divulgação do estudo, o arquiteto especializado em construção esportiva, Vicente de Castro Mello, já havia feito alertas sobre as condições de conforto e segurança dos estádios brasileiros. "Já tivemos casos de torcedores que foram esmagados na saída de jogos. Sem dúvida, do jeito que os estádios estão, os torcedores correm riscos", declarou.

 

No atual estado, a Fonte Nova não tem qualquer condição de sediar jogos da Copa do Mundo, segundo as exigências da Fifa. A reforma de um estádio, de acordo com informações do Sinaenco, custaria entre R$ 200 e 400 milhões, praticamente o mesmo valor da construção de um estádio novo.

 

No final de outubro, ao retornar da Suíça, onde participou da cerimônia que confirmou o Brasil como sede da Copa do Mundo de 2014, o governador da Bahia, Jacques Wagner, colocou como uma das opções para que Salvador pudesse ser escolhida como uma das sedes da competição, que o estádio fosse implodido, para a construção de uma nova arena de esportes em seu lugar.

 

Na ocasião, o diretor-geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), o ex-jogador "Bobô", lembrou que desde o início do ano vinha sendo promovida a recuperação de parte da estrutura da Fonte Nova. Segundo ele, foram feitos serviços para reparar infiltrações e placas de concreto que estavam soltas, ameaçando a segurança dos torcedores. A previsão de término desses serviços era até o segundo semestre do ano que vem, com o intuito de permitir a realização de um jogo da seleção brasileira para as Eliminatórias da Copa de 2010. (com Anne Warth)

 

Atualizado às 04h54 para acréscimo de informação






Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

VÍDEOS


Siga o Estadão

Programação da TV

  • 17/04 Agora

    Atlético-PR x Fluminense

    Futebol | Copa do Brasil Sub-17

    ESPN Brasil
  • 17/04 Agora

    Vitória de Guimarães x Arouca

    Futebol | Campeonato Português

    SporTV
  • 17/04 21h00

    Saint Louis Blues x Chicago Blackhawks

    Hóquei no gelo | NHL

    ESPN Internacional
  • 17/04 21h00

    Bahia x Villa Nova

    Futebol | Copa do Brasil

    SporTV e ESPN Brasil
  • 17/04 21h15

    The Strongest x Defensor

    Futebol | Libertadores

    FOX Sports
Programação completa

Copa 2014 em números - Os técnicos mais bem pagos

  • Copa 2014 em números - Os técnicos mais bem pagos
  • Arena Corinthians entra na reta final de preparação
  • Copa High-Tech: A chuteira



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo