ir para o conteúdo
 • 

Patrocinado por

Você está em Esportes

Vice de futebol da Portuguesa nega ir à Justiça comum para salvar o time

Roberto dos Santos afirma que a atitude nunca foi levada em consideração

13 de dezembro de 2013 | 19h 38
O Estado de S. Paulo

SÃO PAULO - O vice-presidente de futebol da Portuguesa, Roberto dos Santos, negou nesta sexta-feira recorrer à Justiça comum caso a Portuguesa seja punida pela escalação do meia Héverton. "Não há a mais remota possibilidade de o clube entrar na Justiça comum", disse o dirigente ao Estado. O time paulista pode perder quatro pontos e, com isso, ser rebaixado para a Série B do Brasileirão no lugar do Fluminense.
 
Em entrevista à reportagem do Globo.com, Roberto dos Santos afirmou que entraria na Justiça comum se a Portuguesa fosse punida e rebaixada. Na declaração, o dirigente disse que o rebaixamento iria "causar um enorme prejuízo" para o clube. Na tarde desta sexta-feira, porém, o vice de futebol negou ter dado a declaração. Segundo a assessoria da Portuguesa, o clube não faria algo proibido pela Fifa.
 
De acordo com o artigo 59 do estatuto da Fifa, os times devem levar "qualquer desavença à jurisdição da associação ou a um tribunal arbitral". O trecho reitera a proibição. "As associações nacionais, clubes ou membros de clube não têm permissão para submeter disputas com a Federação ou outras associações, clubes ou membros de clube a um tribunal de justiça, e eles devem concordar em submeter cada uma das disputas a um tribunal arbitral nomeado com o consentimento de todos", diz trecho do documento. A entidade máxima do futebol pode, inclusive, punir os clubes por tal atitude.

Caso Héverton será decidido na próxima segunda - Divulgação
Divulgação
Caso Héverton será decidido na próxima segunda

O diretor jurídico da Portuguesa, o advogado Orlando Cordeiro de Barros, tambpem afirmou que a Justiça comum não será acionada. "Prefiro não falar em Justiça comum. Até porque teríamos que esgotar toda as instâncias desportivas. Temos argumentos de que a Portuguesa não errou no caso do Héverton. Estamos dentro da lei. Temos consciência disso", argumentou.

O jogador foi expulso na partida contra o Bahia, na 36.ª rodada do Brasileirão. Doze dias depois, dois antes da realização da rodada derradeira do torneio, Héverton foi julgado pelo STJD e punido com dois jogos de suspensão. O meia já tinha cumprido a suspensão automática contra a Ponte Preta e deveria também ficar fora da partida final. Héverton, contudo, entrou em campo aos 32 minutos do segundo tempo. Pelo regulamento, a Portuguesa deveria perder três pontos pela irregularidade e mais o ponto conquistado na partida como punição, já que houve empate com o Grêmio.

O clube alega que só foi comunicado oficialmente sobre a punição de Héverton na segunda-feira, através de um fax. E, como sábado e domingo não são dias úteis, Orlando Cordeiro de Barros entende que não houve tempo hábil da comunicação, mesmo com a presença do advogado Osvaldo Sestário, representante da Lusa, no julgamento de sexta no STJD. 

O caso Héverton será julgado na segunda-feira. Na ocasião, a 1.ª Comissão Disciplinar do tribunal vao julgar também a escalação do lateral-esquerdo André Santos, do Flamengo.




Estadão PME - Links patrocinados

Anuncie aqui

VÍDEOS


Siga o Estadão

Programação da TV

  • 20/04 Agora

    Olympique de Marselha x Lille

    Futebol | Campeonato Francês

    SporTV
  • 20/04 Agora

    Boston Bruins x Detroit Red Wings

    Hóquei | NHL

    ESPN Internacional
  • 20/04 Agora

    Atlético-PR x Grêmio

    Futebol | Brasileirão

    Pay-per-view
  • 20/04 Agora

    Bahia x Cruzeiro

    Futebol | Brasileirão

    Pay-per-view
  • 20/04 Agora

    Atlético-MG x Corinthians

    Futebol | Brasileirão

    Globo e Bandeirantes
Programação completa

20 anos sem Dener

  • 20 anos sem Dener
  • Lúcio acredita no título da seleção brasileira na Copa
  • Lúcio fala sobre o Brasileiro e compara Kleina com técnico da Suíça



Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo