A dama versátil

É colhida o ano inteiro. Pode compor doces e salgados, ou vir sozinha. É sofisticada e tem fama de cara, mas está se popularizando. A alcachofra dá salada, massa, compota, risoto. Além de tudo, é bonita. Veja como escolher

Lucinéia Nunes, O Estado de S.Paulo

04 Setembro 2008 | 03h00

Para enviar alcachofras fresquíssimas aos mercados de São Paulo, o produtor George Osako repete um ritual, há mais de 45 anos. Com os mesmos gestos, a mesma atenção, realiza a colheita sempre aos domingos, terças e quintas, em Piedade, SP. Acorda cedo e às 6h30 já está com os ajudantes na plantação, que hoje ocupa 17 hectares. Suas alcachofras são uma pequena parte do que Piedade produz com as vizinhas Ibiúna, São Roque e Jundiaí, durante quase todo o ano. Mas é durante os meses de primavera que a alcachofra atinge seu ponto alto.       Veja também:   Confira receitas com alcachofras do chef Eduardo Duó Com a mesma paciência com que ensina judô às crianças e mostra orgulhoso sua coleção de medalhas e troféus, Osako fala sobre a alcachofra, suas propriedades terapêuticas e como prepará-la (veja box ao lado). Ele é o responsável por boa parte das alcachofras vendidas no Ceagesp. E também abastece lugares como a pousada e restaurante Ronco do Bugio (tel. 15 3299-8600), um pequeno paraíso encravado na pacata Piedade, com cardápio assinado pelo chef Eduardo Duó. "Versátil, ela aceita todo tipo de cocção, fica uma delícia quente ou fria, em salgados e doces. Mas por ter fama de ingrediente caro, a alcachofra não se popularizou", diz Duó, que prepara risoto, wrap, massas recheadas e compota com o ingrediente. "Até a água do cozimento rende um chá diurético e rico em vitamina C", ensina o chef.   Receita   Marrom glacê de alcachofra     Ingredientes 1 vidro de fundos de alcachofra (500 ml); 500g de açúcar demerara; 1 pau de canela; 2 cravos Preparo Lave os fundos de alcachofra. Despeje metade do açúcar numa panela larga, ajeite as alcachofras e despeje a outra metade do açúcar com a canela e o cravo. Deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo, espere esfriar totalmente e volte a ferver. Repita a operação por mais seis vezes. Quando esfriar, ajeite os marrons de alcachofra numa compoteira. Sirva com chantilly e a própria calda de açúcar demerara ou com calda de chocolate. *Receita do chef Eduardo Duó 10 porções 12 horas fácil

Mais conteúdo sobre:
alcachofra paladar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.