A última moda na 'Vogue'? Cozinha do Brasil

Jeffrey Steingarten escreve sobre festival organizado pelo Paladar

O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2010 | 02h55

Jeffrey Steingarten, o homem que comeu de tudo, nunca tinha provado uma feijoada como a do restaurante Maní. E jamais tinha conhecido uma cozinheira gaúcha, como Helena Rizzo.

Isso tudo ele conta ? enquanto também explica despretensiosamente aos leitores o que é uma "gaúcha"?, no texto dedicado ao Brasil, publicado na edição de fevereiro da revista Vogue America.

Steingarten veio a São Paulo pela primeira em junho do ano passado a convite do Paladar ? Cozinha do Brasil, festival de gastronomia organizado pelo caderno Paladar em parceria com o Hotel Grand Hyatt São Paulo. Durante quatro dias, chefs de várias partes do País apresentaram ingredientes, técnicas, discutiram ideias e cozinharam. Além dos brasileiros, o evento recebeu o chef catalão Andoni Luis Aduriz e o italiano Massimo Bottura.

Steingarten, o food writer mais importante da atualidade, escreveu que o convite do Paladar, "o excelente suplemento gastronômico", foi uma boa oportunidade para diminuir a ignorância que ele tinha do Brasil e da cozinha brasileira.

Em seu peculiar estilo minucioso e bem-humorado, Steingarten fala de sua paixão por caipirinha (feita com cachaça, pronuncia-se cah-sha-sah, ensina ele). E do desejo de experimentar um prato com pacu, o peixe, que para sua grande admiração, alimenta-se de frutas. "Teria ele gosto de frutas?", questionou-se, irrequieto.

Comenta também a cozinha do D.O.M., de Alex Atala e relata que provou diversas frutas frescas e grelhadas no restaurante soteropolitano Paraíso Tropical, vindas diretamente do pomar do dono e chef, Beto Pimentel.

Em meio à surpresa de estar num lugar completamente diferente a apenas meio dia de sua casa, em Nova York, o escritor glutão já escolheu seu restaurante favorito em São Paulo: o Maní.

Lá, ele comeu várias vezes o menu degustação da chef Helena Rizzo ? além de passar um dia inteiro com ela na cozinha.

Segundo ele, a experiência com os menus de Helena nunca foi "longa, exagerada ou enfadonha", praga de muitos menus degustação mundo afora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.