1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Ação da Anima Educação chega a subir quase 10% após compra da São Judas

Reuters

11 Abril 2014 | 11h 16

As ações da Anima Educação chegaram a disparar quase 10 por cento na manhã desta sexta-feira, após o grupo de ensino privado ter anunciado na noite da véspera a compra da universidade paulistana São Judas Tadeu por 320 milhões de reais.

Às 11h12, a ação da Anima subia 8,93 por cento, a 22,45 reais, tendo avançado 9,56 por cento na máxima até esse horário. O papel não integra a carteira teórica do Ibovespa, que tinha variação negativa de 0,07 por cento.

Em teleconferência sobre a aquisição da São Judas nesta manhã, executivos da companhia afirmaram que a Anima está fazendo estudos detalhados sobre 42 cidades do Brasil em busca de novos alvos de aquisição, mas não deram detalhes sobre prazos ou alvos.

Especificamente sobre a capital paulista, a Anima estuda endereços para expansão de campi, mas o preço dos imóveis na cidade representa um desafio. Por isso, uma ampliação para outros endereços não se daria no curto prazo, disseram executivos da companhia.

Após a aquisição da São Judas, a Anima avaliará a adoção de vestibular no meio de ano como uma oportunidade para crescimento. Porém, a estratégia, se for adotada, seria implementada apenas a partir de 2015.

A compra da São Judas foi a primeira aquisição da Anima após a realização da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) pela companhia, em outubro do ano passado.

Com a integração da São Judas, a Anima Educação passa a ter uma base consolidada de cerca de 81,2 mil alunos no primeiro semestre de 2014, sem considerar o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Segundo a Anima, o valor pela São Judas será pago em duas parcelas, uma de 256 milhões de reais na data de fechamento do negócio e outra de 64 milhões de reais, "a ser ajustada para normalização do capital de giro e paga cinco dias úteis após a conclusão do balanço de fechamento pela auditoria".

(Por Priscila Jordão e Alberto Alerigi Jr.)