Aécio anuncia medidas para atingidos pelas chuvas

O governador de Minas Gerais, Aécio Neves, anunciou medidas para compensar os transtornos e prejuízos causados pelas chuvas nos últimos dias. Entre as mudanças estão a prorrogação dos vencimentos das contas de água da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) e de luz da Centrais Elétricas de Minas Gerais (Cemig) para 43 cidades mineiras que já decretaram e publicaram situação de emergência em função das chuvas, e uma linha de crédito para micro, pequenas e médias empresas. De acordo com Aécio, as orientações dadas às empresas de água e de luz são de que publiquem até a próxima segunda-feira um comunicado com informações sobre como ocorrerá essa prorrogação. A idéia, segundo o governador, é que as contas dos meses de janeiro e fevereiro só comecem a ser pagas a partir de março, com o total dividido em seis parcelas, sem qualquer correção. A nova linha de crédito para micro, pequenas e médias empresas que tiveram prejuízos com as chuvas, nos municípios em situação de emergência, será concedida pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). O valor será de R$ 30 milhões, com possibilidade de aumentar para R$ 50 milhões. As condições do financiamento são de um limite de R$ 180 mil por empresa, com carência de seis meses e prazo para pagamento de três anos, com juros de 6% ao ano. Esses recursos, segundo o governador, poderão ser utilizados para capital de giro ou reposição de estoque. "Não descartamos o anúncio de outras medidas para atender estes municípios", afirmou.

RAQUEL MASSOTE, Agencia Estado

23 Dezembro 2008 | 17h22

Mais conteúdo sobre:
chuvas Minas Gerais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.