1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Aécio reforça contraposição a Marina e diz que é ele quem pode fazer mudanças

ALEXANDRE CAVERNI - REUTERS

30 Agosto 2014 | 18h 15

O candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, partiu para o ataque neste sábado afirmando ser a pessoa capaz de fazer a mudança e dizendo que o programa de governo da presidenciável do PSB, Marina Silva, é “a maior homenagem” que poderia receber.

“O programa da candidata Marina, a 30 dias das eleições, é a maior homenagem que nós poderíamos receber nesse momento”, disse Aécio no interior de São Paulo. “Porque ele registra, ele resgata as nossas propostas e, entre o original, coerente desde sempre e as últimas posições da candidata Marina, eu acredito que os brasileiros ficarão com o original.”

“Lamento apenas que essa conversão, do ponto de vista econômico, da gestão, não tenha vindo um pouco antes quando, por exemplo, ela militava dentro do PT e o PT combateu e combateu ferozmente a Lei de Responsabilidade Fiscal, o tripé macroeconômico, o Plano Real.”

O reforço no comparativo com Marina ocorre no dia seguinte a pesquisa Datafolha mostrar Aécio com apenas 15 por cento das intenções de voto, bem atrás da candidata do PSB, agora empatada com Dilma Rousseff (PT), com 34 por cento. A sondagem mostrou também Marina derrotando a presidente num segundo turno e o tucano perdendo para a petista.

Aécio também usou parte de sua propaganda na TV para bater na tecla que é ele quem representa a mudança segura, e não Marina.

“Hoje, você que quer mudar tem dois principais caminhos, a Marina e eu. Eu respeito a Marina, ela também é uma pessoa com boas intenções”, disse, referindo-se ao desejo de mudança expresso pela grande maioria da população nas pesquisas eleitorais.

“Mas a gente já viu que para mudar tudo que está errado é preciso muito mais que isso. Para governar, para fazer acontecer é preciso ter uma equipe sólida, ideias já testadas e, principalmente, força política para fazer a mudança acontecer de verdade”, acrescentou. “Sem experiência, sem força política o sistema engole as boas intenções da noite para o dia.“

“Tenho certeza que agora você quer uma mudança sem risco, uma mudança que dê certo”, disse o tucano, acrescentando que a campanha está apenas começando e que de agora até o dia da votação o eleitor terá que comparar propostas e o histórico dos candidatos.

MÉDICOS

No interior de São Paulo, Aécio também disse que irá criar a partir do próximo ano a carreira nacional de médicos.

“Nós temos que encontrar soluções definitivas com mais médicos, mas também com mais saúde, com mais qualidade no atendimento”, disse numa referência velada ao programa federal Mais Médicos.

O candidato prometeu criar clínicas de especialidades e disse que em seu governo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai financiar a instalação de consultórios de especialidades para médicos recém-formados. Esse financiamento será pago com o médico fazendo parte de seus atendimentos de modo gratuito pela rede SUS.