1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Aeronáutica libera documentos sobre aparição de óvnis

Pedro Dantas/RIO - O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2010 | 00h 00

Papéis eram tidos como sigilosos até o ano passado e agora estão disponíveis para consulta no Arquivo Nacional

As 1.562 páginas de documentos liberados pela Aeronáutica sobre óvnis nos céus do País já mobilizam ufólogos no Brasil e no mundo. Classificados como sigilosos até o ano passado, os documentos agora integram o "Arquivo X" da coordenação regional de Brasília do Arquivo Nacional.

As fotos, depoimentos e desenhos das aparições serão o principal tema do 16º Encontro Diálogo com o Universo, reunião de ufólogos que acontecerá em setembro, em Curitiba.

Responsável pelo acervo, Vivien Ishaq, supervisora do Núcleo do Acervo do Regime Militar, não esperava tanta repercussão com a liberação dos documentos, que registram aparições de óvnis de 1952 até 1999. "O que também chama a atenção é a quantidade de notícias da época do regime militar", avalia.

Ufólogos apontam que os principais papéis liberados são sobre episódios antes negados pela Força Aérea Brasileira (FAB). Um destaque é o relatório da Operação Prato, organizada em 1977 na cidade de Colares, no Pará. Moradores relatavam que eram vítimas de queimaduras vindas de luzes do céu. "A operação sempre foi negada", disse o ufólogo Marco Antonio Petit.

A FAB também liberou transcrições dos diálogos da cabine de comando do voo 169 da Vasp, de Fortaleza a São Paulo. Na noite de 8 de fevereiro de 1982, a tripulação e os passageiros do avião viram um óvni de diversas cores acompanhar a aeronave. "A aeronáutica investigava as pessoas que relatavam as aparições para checar a credibilidade das histórias", explicou o pesquisador do Arquivo Nacional Pablo Endrigo Franco.

Em outro caso, de 1986, radares registraram pelo menos 21 óvnis em Goiânia e São José dos Campos. As aparições saturaram os radares e interromperam o tráfego aéreo. Dois jatos tentaram checar o que aconteceu. O resultado da investigação foi inconclusivo.

Portaria publicada pelo governo na terça-feira define que novos relatos de aparições de óvnis devem ser catalogados e encaminhados para o Comando da Aeronáutica e o Arquivo Nacional.

  • Tags: