1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Amigos protestam contra prisão de ator no Rio

MARCELO GOMES - Agência Estado

25 Fevereiro 2014 | 13h 17

Cerca de 20 amigos do ator Vinícius Romão de Souza, de 27 anos, realizaram um protesto na manhã desta terça-feira, 25, no Viaduto de Todos os Santos, no bairro do Méier, zona norte do Rio. Ele foi preso no local na noite do último dia 10 acusado de ter roubado a bolsa de uma pedestre. Vestidos de camisa preta, a mesma cor da roupa que Souza usava no dia da prisão, os manifestantes interditaram o trânsito por alguns minutos exigindo a imediata soltura do rapaz.

"Ele foi confundido pela vítima, já que é negro e usa cabelo black power. Ele foi preso sem direito de defesa. Estamos indignados", afirmou o também ator Vinícius Melich, de 25.

Os amigos dizem que na noite do dia 10, Souza havia saído de uma loja no Norte Shopping, onde trabalha como vendedor, e que seguia a pé para casa, quando foi rendido por um policial civil no Viaduto de Todos os Santos. O policial estava acompanhado da mulher que teve a bolsa roubada minutos antes, a cerca de 200 metros do local da prisão.

Perguntada pelo policial se reconhecia Souza como o homem que levou sua bolsa, a vítima disse que sim. O ator, então, foi levado à 25ª Delegacia de Polícia (Engenho Novo, zona norte), onde foi novamente reconhecido pela mulher.

"O local do assalto, na rua Amaro Cavalcanti, em frente ao Hospital Pasteur, fica totalmente fora do trajeto de Vinícius entre o Norte Shopping e a casa dele, na rua Bueno de Paiva. Além disso, os pertences que estavam na bolsa da vítima, como celular, R$ 10 em espécie e um cartão de vale-transporte (RioCard) não estavam com ele. Temos certeza que ele é inocente. Ele foi o culpado útil. Coagiram a vítima a falar que ele era o culpado", disse o técnico de soldas Vinícius Loureiro, de 25.