Ao 'derrubar' uma pilsen, use o petisco certo

A chef Tatiana Szeles achou no Mercadão e na Liberdade os tira-gosto ideais para acompanhar a cerveja leve

Giovanna Tucci, O Estado de S.Paulo

02 Maio 2008 | 00h34

Tatiana Szeles adorou passar um ano trabalhando em um restaurante de Salvador. Mas, apesar de ter apreciado as cores e os temperos da capital baiana, assume: estava doida pra voltar à vida de paulistana urbanóide. Há um mês, retomou os antigos hábitos com facilidade, porém manteve em sua rotina uma prática que aprimorou na Bahia - apreciar uma boa cerveja. A convite do Paladar, a chef garimpou, no Mercado Municipal e no bairro da Liberdade, os petiscos que combinassem com pilsens ao estilo das que foram avaliadas. "Como ela não tem um alto teor alcoólico, o ideal é escolher comidas mais leves. A carne de porco, por exemplo, tem um sabor tão acentuado que provavelmente vai esconder o gosto da cerveja", explica Tatiana. Para o "menu-degustação", em seu apartamento, em Pinheiros, ela encheu os potinhos de aperitivo com pistache, macadâmia, castanha-do-pará com alho e sal, castanha de caju, bolinha de amendoim e bolinha de wasabi - esta última, quase acaba antes mesmo de ser fotografada. Para quem, como Tatiana, fã da cozinha oriental, saliva por uma alga, daquelas bem crocantes, uma dica: "No Marukai, você compra algas já fatiadas e deliciosos biscoitos feitos de alga e arroz." Outra boa opção é tomar a pilsen com o "mix de cogumelos", um prato com shitake, shimeji e champignon fritos, temperados com wasabi e molho shoyu. "Ah, e tem um petisco que vai superbem com cerveja: soja fresca frita, servida com curry. Fica demais", indica a chef. O problema, nesta época do ano, é encontrar a bendita soja fresca nos mercados. A repórter achou um resto na estante do Marukai e tentou, sem sucesso, encontrá-la em outros pontos da Liberdade. Desistiu de vez quando perguntou a uma senhora japonesa se não era mesmo possível achar o produto em algum lugar. Em tom de advertência, a senhora repetiu: "Não é época, e se não é época, não tem." Mas cerveja e salgadinho sempre tem. Complicado mesmo é beber sem beliscar, ou beliscar sem beber - e nós, claro, vamos "dificultar" sua vida. Abaixo, saiba onde encontrar as melhores comidinhas. Marukai - R. Galvão Bueno, 34, 3341-3350. Mercado Municipal - Banca do Ramon, Rua B, Box 7, 3228-4622.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.