1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Arcelormittal aposta no mercado automobilístico da China para crescer

FAYEN WONG - REUTERS

15 Junho 2014 | 17h 13

A AcerlorMittal, maior siderúrgica do mundo, disse neste domingo que vai usar sua joint venture na China para explorar o crescente mercado de carros do país, tentando compensar a diminuição da demanda por aço, devido à desaceleração da economia.

A joint venture da empresa com a chinesa Hunan Valin Steel, começa a operar neste mês com uma capacidade de produção anual de 1,5 milhão de toneladas, incluindo bobinas laminadas a quente e a frio, e peças como chassis e rodas.

"A demanda por carros na China vai continuar a crescer. Hoje a China produz cerca de 20 milhões de carros por ano... então há demanda para esse tipo de produtos de nichos, como o carro de aço ultra leve", disse à Reuters, Lakshmi Mittal, presidente da empresa, em entrevista.

A China se tornou o maior mercado de automóveis do mundo há cinco anos, com crescimento das vendas anuais de quase 14 por cento em 2013, superando a marca dos 20 milhões, graças a uma classe média que cresce rapidamente e está ansiosa para gastar.

A ArcelorMittal, que criou a joint venture com a Hunan em 2010 para produzir aços automotivos de ponta, disse que não tem mais planos de expansão de curto prazo na Ásia ou em qualquer outro lugar, apesar da recuperação gradual da demanda por aço nos Estados Unidos e na Europa.

Embora o setor de aço da China, maior do mundo em termos de capacidade e consumo, já esteja sendo atormentado pelo excesso de capacidade, ainda há escassez de aço automotivo de ponta.

As importações do Japão e da Coreia do Sul variam entre 1,5 e 2 milhões de toneladas por ano. A AcerlorMittal fornecia anteriormente aço produzido fora do país para os fabricantes automotivos da China.