Astronauta da ISS joga tanque de 600 kg ao espaço

O material deve ficar em órbita por quase um ano, antes de queimar na reentrada da atmosfera

Associated Press,

23 Julho 2007 | 14h06

Um astronauta, durante caminhada espacial, jogou fora dois grandes pedaços de lixo da Estação Espacial Internacional (ISS), arremessando o equipamento velho em órbita.    Assista ao vídeo no site da Nasa     Clayton Anderson, que gosta de jogar basquete quando está na Terra, ergueu um tanque de amônia de 635 kg e o arremessou para longe da estação. O primeiro arremesso foi o de um suporte de câmera de 90 kg.   Para cada arremesso celestial, Anderson inclinou-se para trás na ponta do braço-robô de 18 metros da ISS, afastando-se o máximo possível da estação. Ele em seguida balançou para a frente, gritando "ejeção!", enquanto jogava o suporte de câmera fora. O tanque de amônia, maior, foi mais difícil de manejar.   Esse tanque tinha sido lançado ao espaço em 2001, para fornecer material sobressalente de refrigeração, caso houvesse vazamentos no complexo espacial. A amônia nunca foi usada, e o tanque já superou seu prazo de validade.   A Nasa usualmente evita ampliar o depósito de lixo na órbita da Terra, mas as autoridades concluíram que, neste caso, não havia outra opção. O equipamento tinha de ser removido, e como os ônibus espaciais terão de ser desativados em 2010, não há espaço nos próximos vôos para trazer o material de volta ao planeta.   O controle de vôo espera que o tanque se mantenha em órbita por 11 meses, no máximo, antes de queimar na atmosfera. Há o risco de que pedaços do tanque cheguem intactos ao solo, mas a Nasa espera que esses fragmentos caiam am alto-mar.

Mais conteúdo sobre:
ISS Nasa astronauta órbita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.