1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Ator preso por engano no Rio deve ser solto nesta quarta

Fábio Grellet - Agência Estado

26 Fevereiro 2014 | 09h 29

Vinícius Romão foi detido na noite do dia 10, após ter sido confundido com assaltante por vítima no Méier

RIO - O advogado Rubens Nogueira de Abreu, de 72 anos, chegou às 8h30 desta quarta-feira, 26, à Cadeia Pública Juíza de Direito Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, onde seu cliente, o ator Vinícius Romão de Souza, está detido. O advogado foi levar roupas que Souza, beneficiado por uma ordem judicial de liberdade provisória, vai usar quando for libertado, o que deve acontecer ao longo desta quarta-feira, 26.

Vinícius Romão, que fez uma participação na novela da TV Globo "Lado a Lado", foi preso na noite de 10 de fevereiro sob acusação de ter roubado uma mulher no Méier, na zona Norte do Rio. A vítima, que inicialmente reconheceu o ator como o autor do crime, voltou atrás no depoimento e admitiu ontem ter errado ao apontá-lo como o homem que havia levado sua bolsa.

A libertação do ator depende da chegada ao presídio do oficial de Justiça, que vai apresentar o alvará de soltura. Não há horário determinado para que isso aconteça. "Minha preocupação agora é que ele saia, e isso só depende da chegada do oficial. Não sei a que horas será, mas vou entregar as roupas e aguardar até a libertação", disse Abreu.