1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Ator preso por engano no Rio deve ser solto nesta quarta

Vinícius Romão foi detido na noite do dia 10, após ter sido confundido com assaltante por vítima no Méier

RIO - O advogado Rubens Nogueira de Abreu, de 72 anos, chegou às 8h30 desta quarta-feira, 26, à Cadeia Pública Juíza de Direito Patrícia Acioli, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, onde seu cliente, o ator Vinícius Romão de Souza, está detido. O advogado foi levar roupas que Souza, beneficiado por uma ordem judicial de liberdade provisória, vai usar quando for libertado, o que deve acontecer ao longo desta quarta-feira, 26.

Vinícius Romão, que fez uma participação na novela da TV Globo "Lado a Lado", foi preso na noite de 10 de fevereiro sob acusação de ter roubado uma mulher no Méier, na zona Norte do Rio. A vítima, que inicialmente reconheceu o ator como o autor do crime, voltou atrás no depoimento e admitiu ontem ter errado ao apontá-lo como o homem que havia levado sua bolsa.

A libertação do ator depende da chegada ao presídio do oficial de Justiça, que vai apresentar o alvará de soltura. Não há horário determinado para que isso aconteça. "Minha preocupação agora é que ele saia, e isso só depende da chegada do oficial. Não sei a que horas será, mas vou entregar as roupas e aguardar até a libertação", disse Abreu.