1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine

Bailarinos cubanos desertores aparecem em Miami e buscam carreira nos EUA

REUTERS

10 Junho 2014 | 20h 54

Sete dançarinos que desertaram no fim de semana do famoso Ballet Nacional de Cuba apareceram em Miami nesta terça-feira e disseram que planejam desenvolver as suas carreiras nos Estados Unidos.

“Os dançarinos desertaram porque precisam de liberdade pessoal e oportunidades em suas carreiras”, disse Pablo Peña, fundador do Ballet Cubano Clássico de Miami, uma organização de dança sem fins lucrativos.

“É uma carreira curta. Aqui pelo menos irão ganhar mais do que em Cuba”, acrescentou.

Foi a segunda grande deserção de bailarinos cubanos nos EUA em pouco mais de 12 meses, embora nenhum deles seja líder ou solista.

Cuba é um dos maiores celeiros de talentos do ballet, mas os bailarinos não podem trabalhar no exterior e alguns deixam a ilha frustrados pela falta de oportunidades e em busca de altos salários.

Os dançarinos tinham se apresentado em Porto Rico antes de abandonar a turnê no domingo e viajar para Miami.

(Reportagem de David Adams)