Bandidos do PCC tentam furtar armas de fórum no ABC

Parte de uma quadrilha formada por integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) foi presa no domingo (09) depois de furtar armas que estavam guardadas no Fórum de São Caetano do Sul, no ABC paulista. O local não tem vigilância no período noturno - fuzis, metralhadoras, pistolas e revólveres apreendidos como provas de processos estavam em uma sala trancada apenas com um cadeado. A polícia conseguiu recuperar parte do armamento quando os bandidos já deixavam o prédio.

WILLIAM CARDOSO, Agência Estado

11 Dezembro 2012 | 09h21

O grupo era investigado havia aproximadamente 60 dias pela 3.ª Delegacia do Patrimônio (Crimes em Concessionárias e Prestadoras de Serviço), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). Inicialmente, o furto das armas estava programado para sexta-feira, mas os bandidos desistiram em cima da hora. Durante a ação, foram presos em um Fiorino o pintor Diego Alves Santos, de 19 anos - que chegou a trocar tiros com policiais -, o motorista Marcio de Oliveira Vitor, de 26, e o também pintor Luciano Brasilino de Oliveira, de 33 - único com antecedentes, por roubo.

Segundo a polícia, eles fazem parte de uma célula da facção com base em São Bernardo do Campo, também no ABC. A polícia recuperou com o trio 98 armas, entre elas um fuzil e duas metralhadoras. Pelo menos outros três integrantes do bando conseguiram fugir em um Celta. "Eles estavam tão tranquilos de que tudo daria certo que, no Fiorino, havia apenas uma pessoa armada", afirmou o delegado Fábio Bolzani, responsável pela investigação. Para a polícia, a quadrilha recebeu informações privilegiadas de alguém que conhece a rotina existente no Fórum.

Facilidade

Chamou a atenção da polícia a facilidade com que o bando chegou até as armas que seriam depois usadas em crimes. "O Fórum não tem câmeras, vigilantes, alarmes, nada. Só cadeado", disse Bolzani.

Na segunda-feira (10), o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) informou que, a partir do dia 20, o Fórum de São Caetano terá oito seguranças armados durante o dia e três à noite e nos fins de semana. O local foi alvo de tentativa de furto de armas há aproximadamente dois anos e, em 25 de junho, bandidos tentaram furtar um caixa eletrônico instalado no fórum. Ainda segundo o TJ-SP, cerca de 100 mil armas foram encaminhadas para destruição pela Justiça paulista só em 2012. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Mais conteúdo sobre:
PCC tentativa furto armas ABC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.