Bing é nova arma da Microsoft para enfrentar o Google

Depois de muito mistério, buscador será lançado quarta-feira

Bruno Galo, de O Estado de S. Paulo,

01 Junho 2009 | 18h47

Na edição de 18 de maio do Link, ao abordarmos as novidades de Google e Yahoo no segmento de busca, entramos em contato com a Microsoft, para saber das suas novidades nesse filão. A empresa, que estava cercada de rumores nessa área, disse apenas que preparava um anúncio oficial para as próximas semanas - e este foi, enfim, feito na última quinta-feira.   "O Bing.com é um importante primeiro passo no nosso esforço de longo prazo de trazer inovação na área de busca", afirmou Steve Ballmer, presidente da Microsoft, em declaração à imprensa. O novo serviço, entrará no ar nesta quarta-feira e aposentará o LiveSearch, atual nome do buscador que ela mantém desde 2005.   Nesta época, o Google ainda sofria com a concorrência do Yahoo e detinha apenas 38% do mercado de buscas nos EUA. Hoje ele reina com confortáveis 64%, de acordo com a comScore. Mas será que a Microsoft vai enfim conseguir beliscar uma generosa fatia desse mercado?   Ainda é cedo para dizer. No entanto, o Bing não se apresenta como só um buscador, ele seria um "mecanismo para tomada de decisão", e reforça a tendência de buscadores apresentarem resultados, em vez de apenas mostrar links - característica do recém-lançado WolframAlpha.   Na prática, além de buscas tradicionais mais organizadas, o Bing apresenta resultados relevantes para quem pesquisa o preço de um produto, planeja uma viagem, procura um restaurante romântico. A má notícia é que nada disso estará disponível por enquanto no Brasil.   Para ajudar a emplacar o Bing, nome que segundo Ballmer, disse no anuncio, "funciona globalmente e não tem conotações negativas", a Microsoft planeja um lançamento milionário em todo o mundo.   FUTURO?   Em março, a Microsoft lançou vídeo (veja em http://tinyurl.com/bladzj) em que mostra como ela vê o futuro daqui a 10 anos. Agora, o site Ign.com lançou uma paródia hilária: http://tinyurl.com/oq352c. Confira!

Mais conteúdo sobre:
Bing Microsoft buscadores Google

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.