Bloomberg publica obituário de Steve Jobs por engano

Notícia publicada mostrava não apenas um perfil do executivo mas uma lista de contatos para entrevistas

Agências internacionais,

28 Agosto 2008 | 17h27

Um gafe eletrônica da agência de notícias Bloomberg publicou por engano um obituário incompleto do presidente da Apple, Steve Jobs, na noite de quarta-feira, 27. Um internauta prontamente enviou uma cópia do arquivo para o blog de fofocas Gawker.   O arquivo de 17 páginas contém não apenas um obituário preliminar para o famoso CEO da Apple, mas também uma lista de contatos para uma história mais extensa - nomes como o co-fundador da companhia, Steve Wozniak, o CEO da Oracle, Larry Ellison, entre outros.   O resumo dos feitos de Jobs, no texto, afirmava que "ele ajudou a tornar os computadores pessoais tão fáceis de usar quanto os telefones, mudou a forma como os filmes de animação são feitos, levou os consumidores a pensar na música digital, e reformou o telefone celular."   O fato de a Bloomberg ter escrito o obituário não é nada fora do comum; a maioria das agências e empresas de notícias tem obituários de pessoas importantes preparados antes para que apenas pequenas mudanças precisem ser feitas no momento real do falecimento. Assim, as notícias podem ser publicadas quase imediatamente e depois atualizadas com mais detalhes.   Mas um obituário de Jobs, apesar de prematuro, é mais excitante, que, digamos, um de Bill Gates. O CEO da Apple venceu a batalha contra um câncer de pâncreas há alguns anos, um perfil em uma revista indicou que ele manteve o segredo por nove meses enquanto buscava tratamentos alternativos - uma ação questionável para qualquer presidente de uma empresa de capital aberto, mas especialmente um que seja tão crucial para os negócios como Jobs é.   Quando Jobs apareceu no palco de um evento em junho deste ano, sua aparência magra levou alguns blogueiros e críticos a especularem sobre uma nova doença, e alguns deles passaram dos limites ao exigir que a Apple revelasse o estado de saúde de seu CEO aos acionistas.   A Bloomberg divulgou uma retratação no mesmo dia que fez apenas uma referência vaga ao conteúdo da gafe. "Uma história incompleta sobre a Apple foi publicada por engano na Bloomber às 16h27 em Nova York nesta quarta", dizia o texto.

Mais conteúdo sobre:
Steve Jobs Apple

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.