Bombeiros atingidos por deslizamento têm condição estável

Um dos atingidos pelo desabamento no Morro do Baú está em estado grave, mas não há risco do quadro piorar

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

01 Dezembro 2008 | 11h31

Os dois integrantes da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) atingidos pelo deslizamento de terra na região do Morro do Baú, em Santa Catarina, durante uma operação de resgate no fim da tarde de domingo, 30, não correm risco de morte.    Veja também: Saiba como ajudar as vítimas da chuva IML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina  Blog: envie seu relato sobre as chuvas  Blog Ilha do sem Blumenau  Blog Desabrigados Itajaí  Blog Arca de Noé  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas     De acordo com informações da Defesa Civil, divulgadas às 11 horas desta segunda, 1º, o bombeiro Milton Pitan, do Rio Grande do Sul, está com ferimentos graves e continua na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Marieta Bornhausen, em Itajaí. Porém seu quadro é considerado estável, sem risco de morte.   O segundo bombeiro, soldado Vieira, também do Rio Grande do Sul, foi ferido e encaminhado ao posto avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), em Luis Alves, para receber o primeiro atendimento. Ele sofreu uma luxação no ombro e passa bem.   Outros seis integrantes sofreram escoriações leves e também foram atendidos no posto de Luis Alves. Na mesma operação, pelo menos duas pessoas morreram - uma mulher e uma menina de 12 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.