Busca do Google revela inventividade dos famosos

O destino quis que chegassem à fama graças a sua atividade política ou artística, mas personalidades como o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e o ator Marlon Brando poderiam tê-la alcançado por outra razão: sua capacidade inventiva. Apesar de estarem destinados às atividades que os tornaram famosos, muitos políticos, músicos e atores tiveram engenho e tempo suficiente para inventar estranhos aparelhos e quebra-galhos. Além disso, tiveram o cuidado de patenteá-los, algo que foi revelado agora graças a uma nova ferramenta do Google. Proprietário da agência de notícias que leva seu nome, o prefeito de Nova York patenteou em 2004 - dois anos após chegar a este cargo - um curioso e inovador desenho de auricular para telefone, elaborado por ele mesmo, sem que se tenha conhecimento de sua chegada às lojas dos Estados Unidos. Por sua vez, o que muitos consideram o melhor ator de todos os tempos, Marlon Brando, tinha uma paixão oculta, a percussão, que o levou a ter aulas com o lendário Tito Puente durante sua juventude. Assim nasceu o dispositivo para esticar o bongô, uma invenção que patenteou em 2002, dois anos antes de sua morte. "Quando você fica sabendo que Brando patenteou este dispositivo, você pensa: não tinha nem idéia que ele gostava de percussão", assinala o fotógrafo nova-iorquino David Friedman no seu blog. Friedman foi um dos primeiros a pesquisar no Google Patent, uma nova ferramenta que o popular site de buscas da internet introduziu em dezembro na sua versão americana. Graças a este aplicativo, que ainda está em fase de testes, qualquer usuário da internet pode ter acesso, com um só clique, a todos as patentes registradas no Escritório de Patentes e Registros dos EUA, de 1790 até a atualidade. Assim poderão descobrir o lado mais criativo destes e de outros ilustres inventores americanos, como Abraham Lincoln, Michael Jackson, Jamie Lee Curtis e Zeppo Marx, revirando as mais de sete milhões de patentes arquivadas. "Assim nos daremos conta que não sabemos tanto dos famosos como pensamos", afirma o fotógrafo. Friedman começou o ano com um presente para seus leitores: as invenções de doze pessoas famosas, entre elas, as surpreendentes fraldas desenhadas e patenteadas pela atriz Jamie Lee Curtis, protagonista de filmes como True Lies (1994) e do clássico de terror Halloween (1978). Trata-se de uma muda de roupa de pano para bebês, que inclui uma fralda no interior e que conta com uma abertura em um dos lados na qual podem ser guardadas toalhas úmidas para limpar a criança. Criatividade No caso de Michael Jackson, sua invenção está relacionada com sua atividade artística, a música, e com sua marca registrada, a dança. Jackson desenhou e patenteou em 1993 sapatos que permitiam criar uma "ilusão de falta de gravidade" para encenar a montagem de seu espetáculo "Moonwalker", no qual simulava dançar sem gravidade. Abraham Lincoln, o 16º presidente dos EUA, que entrou para a história como o líder que conseguiu restabelecer a unidade federal da sua nação ao vencer os Estados Confederados e por abolir a escravidão, também tinha talento inventivo de sobra. Com o número 6.469, o Escritório de Patentes e Marcas Registradas guarda os desenhos de sua invenção, um aparelho em forma de crânio que servia para liberar os navios quando ficavam atolados em bancos de areia. O menos conhecido dos Irmãos Marx, Zeppo, tinha um grande talento para o mundo da mecânica e em 1941 fundou a empresa Marman Products, dedicada ao desenho de material armamentista para o Exército americano durante a Segunda Guerra Mundial. As argolas com as quais o ´Little Boy´, a bomba atômica lançada sobre Hiroshima, foi preso ao ´Enola Gay´ foram desenhadas por ele e foram construídas em suas fábricas. Além disso, inventou um tipo especial de relógio de pulso capaz de medir o pulso de pessoas com problemas cardíacos e de lançar um sinal de alarme quando ele não registrasse os valores normais.

Agencia Estado,

11 Janeiro 2007 | 11h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.