Câmara aprova adesão da Venezuela ao Mercosul

A Câmara aprovou na quarta-feira a proposta de adesão da Venezuela ao Mercosul por 265 votos a 61 e seis abstenções. Parte da oposição votou contra, alegando que a Venezuela poderá atrapalhar as negociações comerciais do bloco, o que foi negado pelos governistas. O projeto de decreto legislativo terá de ser apreciado pelo Senado, antes de entrar em vigor. Assim, o governo brasileiro atingiu apenas em parte a sua meta de aprovar a matéria durante a sua permanência na presidência temporária do bloco neste segundo semestre de 2008. A votação só foi viabilizada depois que governo e a oposição fecharam um acordo para também votar assuntos de interesse da minoria, como a indicação do ex-senador José Jorge (DEM-PE) para uma vaga de ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). A tramitação do projeto foi marcada por uma disputa verbal travada entre o presidente venezuelano, Hugo Chávez, e os parlamentares brasileiros por causa da demora do Congresso em aprovar a proposta. O protocolo de ingresso da Venezuela no Mercosul foi assinado em julho de 2006. (Reportagem de Fernando Exman)

REUTERS

17 Dezembro 2008 | 22h56

Mais conteúdo sobre:
POLITICA VENEZUELA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.