Campanha em Paris usa fotos de acidentes em pontos turísticos

Fotos procuram conscientizar cidadãos sobre importância de cuidados no trânsito.

Daniela Fernandes, BBC

04 Dezembro 2008 | 06h00

A prefeitura de Paris lançou uma campanha que traz fotos de vítimas de acidentes em frente a grandes monumentos da capital para sensibilizar a população sobre os riscos de agir com imprudência no trânsito. A campanha "Mudemos de conduta. Compartilhemos Paris" mostra imagens como a de uma ciclista acidentada ao lado da pirâmide do Museu do Louvre, de um pedestre atropelado próximo ao Arco do Triunfo e de um motoqueiro caído em frente à Torre Eiffel. O projeto também inclui cursos sobre regras de segurança para idosos, que representam a grande maioria dos pedestres mortos em acidentes automotivos na cidade. Dos quase 8 mil feridos em acidentes de trânsito na capital francesa até outubro deste ano, 1,6 mil são pedestres. O número fica atrás apenas da quantidade de motociclistas feridos, que é 4,2 mil. Mas os pedestres representam o maior número de vítimas fatais, com 25 casos em um total de 47 mortes até o final de novembro, segundo dados da prefeitura. Se, em números absolutos, o total de vítimas fatais em acidentes de trânsito não parece elevado em Paris, ele já representa, no entanto, um aumento de 27% em relação ao ano passado inteiro. Duas rodas Os motociclistas representam mais da metade do total de feridos em acidentes de trânsito em Paris. Esse número aumentou 33% desde 2003, enquanto o volume da frota desse tipo de veículo cresceu 25%. Apesar do grande aumento do número de ciclistas - devido ao sistema de aluguel de bicicletas públicas implantado no ano passado -, o número de vítimas fatais entre eles permaneceu estável neste ano, segundo as autoridades municipais. A quantidade de ciclistas feridos, entre leves e graves, até diminuiu, passando de 694 em todo o ano de 2007 para 556 até outubro de 2008. Entre 2000 e 2007, no entanto, o número de ciclistas feridos cresceu 54%. O índice não representa um grande aumento, já que o volume de bicicletas quase dobrou nesse período. Os motoristas de carros e caminhões estão envolvidos em boa parte dos acidentes na capital, mas o número de vítimas, que inclui apenas duas mortes, representa apenas 18% do total. Jogo A campanha de prevenção também inclui um jogo na internet que simula um rally, com etapas distintas e com diferentes meios de locomoção (moto, carro, bicicleta, a pé e transportes públicos). Para vencer a partida, é preciso respeitar as regras de segurança e escolher os meios de transportes que poluem menos. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.