Campus Party abre inscrições

Evento ocorre entre 19 e 25 de janeiro

Juliana Rocha,

29 Agosto 2008 | 00h00

Já estão abertas as inscrições para a próxima Campus Party Brasil, que ocorre entre 19 e 25 de janeiro do ano que vem em São Paulo. Veteranos da maior festa de internet do mundo têm preferência no processo e devem confirmar sua presença na edição de 2009 até 6 de outubro. A partir do dia 7, qualquer um pode acessar o site www.campusparty.com.br para se inscrever. O ingresso custa R$ 150, mas até 31 de outubro sai ao valor promocional de R$ 100. São esperados 6 mil participantes acampados – o dobro do registrado no ano passado – durante os sete dias de atividades no Centro de Exposição Imigrantes, na zona sul. Outras 300 mil pessoas devem visitar a área. "Estamos negociando a vinda de Tim Bernes-Lee, entre outros grandes nomes da internet. Mas nossa programação é composta a partir da comunidade, portanto quem tiver sugestões de nomes a serem convidados deve nos enviar", afirma Sérgio Amadeu, diretor de conteúdos da Campus Party Brasil. Além de palestras, shows e campeonatos de games, durante a Campus Party 2009 será montado o CP1: primeiro robô de código aberto brasileiro. Todo o projeto será colocado online para modificação pelos participantes da festa. Amadeu garante que "nada do que pegou mal na edição de 2008 se repetirá". Buscando sanar os problemas de infra-estrutura enfrentados no Parque do Ibirapuera – como chuveiros improvisados com lonas entre as árvores e refrigeração insuficiente –, a Campus Party se muda para o espaço de 38 mil metros quadrados no Km 1,5 da Rodovia Imigrantes. "Há duas estações de metrô nas proximidades e providenciaremos um sistema de transporte para os visitantes e os campuseiros", diz Marcelo Branco, diretor-geral do evento. Outra novidade é o aumento da velocidade de conexão à internet. Provida pelo Grupo Telefônica, maior patrocinador do encontro, a banda larga saltará dos 5 GB para os 10 GB – rapidez suficiente para baixar os 9 milhões de livros da Biblioteca Nacional em menos de dois minutos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.