CEO do Deutsche Bank pede bancos 'pan-europeus'-jornal

A consolidação dos bancos europeus ainda não está no fim, e o setor alemão, com seus muitos bancos pequenos, terá que mudar, disse a um jornal do país um dos CEOs do Deutsche Bank.

Reuters

29 Dezembro 2012 | 10h48

"Precisamos de bancos pan-europeus. Ou então os países em desenvolvimento como China, Índia, Brasil e Rússia nos deixarão para trás", afirmou Juergen Fitschen em entrevista publicada neste sábado no jornal Boersen-Zeitung.

Ele afirmou que a consolidação é inevitável na Alemanha. "Temos de nos afastar da ideia de que é possível e necessário ter uma agência em cada pequena cidade, especialmente devido ao crescente uso dos serviços online", afirmou.

Fitschen disse que o Deutsche Bank está de acordo com as propostas de um grupo de conselheiros da União Europeia para a designação das atividades mais arriscadas dos bancos.

Ele afirmou, contudo, que o banco não achou as propostas vantajosas para distinguir a ação dos bancos assim que ela passar de um certo nível, e que essa medida pode prejudicar o Deutsche Bank.

Sobre a venda do BHF Bank, que o Deutsche não conseguiu aprovar por duas vezes na agência reguladora alemã BaFin, Fitschen afirmou estar confiante de que um acordo para vender a unidade para comprar a RHJ International será alcançado.

(Reportagem de Victoria Bryan)

Mais conteúdo sobre:
ECONOMIA BANCOS ALEMAES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.