Ceviche cebiche seviche sebiche

Se você quer saber qual a maneira correta de grafar o nome do prato, desista. Nem os próprios peruanos chegaram a um acordo. Há quatro possibilidades - e para cada uma, inúmeras versões para a origem da palavra, igualmente convincentes, ou não. Elas vão do termo quíchua ivich, que quer dizer comida ardida e teria inspirado a grafia ceviche, à palavra latina cebo, que significa alimento ou manjar, mas também servia para designar peixe ou carne, daí cebiche. E há também as teorias que ligam o termo à palavra de origem árabe sebesh, ou alimento ácido, o que levaria à grafia com s - sebiche ou seviche. Diante de tantas possibilidades, em 2004, o Instituto Nacional de Cultura do Peru declarou o prato como Patrimônio Cultural e determinou que a grafia correta é seviche, com s e v. Mas, os três livros consultados que relatam essa forma oficial grafam a palavra como cebiche... Em tempo: no Brasil, nem o Aurélio nem o Houaiss trazem a palavra, com s ou com c. Então, se tiver de escrever o nome do prato, sinta-se à vontade para escolher a grafia.

19 Fevereiro 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.