1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Chega a 6 o número de mortos em operação da PM na zona norte do Rio

MARCELO GOMES - Agência Estado

04 Fevereiro 2014 | 09h 17

O objetivo da incursão é prender os responsáveis pelo ataque à base da UPP Parque Proletário, no domingo, 2, que resultou na morte de uma policial

RIO - Já chega a seis o número de mortos na operação da Polícia Militar no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na zona norte do Rio de Janeiro. Dez pessoas foram baleadas no confronto, e seis suspeitos morreram a caminho do Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Dois PMs estão entre os feridos. Foram apreendidos quatro fuzis AK-47, duas pistolas, granadas e drogas.

O objetivo da operação é prender os traficantes do Comando Vermelho que participaram no domingo, 2, do ataque à base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Parque Proletário, no Complexo da Penha, zona norte. A ação dos bandidos resultou na morte da soldado Alda Rafael Castilho, de 26 anos. Outras três pessoas foram baleadas na ocasião.

A ação no Juramento conta com apoio de carros blindados, conhecidos como Caveirões, para avançar sobre barricadas colocadas nas ruas pelos criminosos. Os feridos foram levados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. Ainda não há informação sobre o estado de saúde das vítimas.

A Polícia Militar também realiza operações em pelo menos outras quatro favelas controladas pelo Comando Vermelho: Morro Jorge Turco, em Rocha Miranda (zona norte); Vila Kennedy, em Bangu (zona oeste); Favela do Rola, em Santa Cruz (zona oeste); e Morro do Banco, na Barra da Tijuca (zona oeste).