Chuva perde força e SP sai do estado de atenção

Com exceção de alguns pontos na zona leste, a capital paulista não registrava mais chuva no fim da tarde de hoje e o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) da Prefeitura retirou a cidade do estado de atenção que havia sido decretado por volta das 16h00. Segundo o CGE, a chegada de uma frente fria pode provocar novas pancadas de chuva à noite. Dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) apontaram a queda de sete árvores e oito cruzamentos com semáforos apagados. Tais ocorrências, aliadas ao excesso de veículos e a quatro pontos de alagamento em situação transitável, complicaram o trânsito. Por volta das 17h30, a lentidão na capital atingia 203 quilômetros, o dobro da média para o horário. O Aeroporto de Congonhas, que suspendeu os pousos e decolagens entre 16h10 e 16h22, funcionava com o auxílio de instrumentos. Até as 17 horas, 14 dos 168 vôos programados decolaram com atrasos superiores a 30 minutos e oito foram cancelados, conforme a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Os trens do Metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) circulavam normalmente no final da tarde de hoje.

ELVIS PEREIRA, Agencia Estado

02 Dezembro 2008 | 18h01

Mais conteúdo sobre:
clima São Paulo chuva atenção

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.