1. Usuário
Geral
Assine o Estadão
assine


Chuvas no PR atingem 150 cidades e 579.524 moradores

JULIO CESAR LIMA, ESPECIAL PARA AE - Agência Estado

12 Junho 2014 | 19h 29

As chuvas que caíram no Paraná nos últimos cinco dias atingiram mais de meio milhão de pessoas, segundo dados divulgados pela Defesa Civil no final da tarde de quinta-feira. Até as 18h30 haviam 579.524 pessoas atingidas pelas chuvas em 150 municípios de todas as regiões. Desse total, 135 estão sob o estado de emergência.

Também subiu para 13 o número de mortes provocadas pelas enchentes com a descoberta ontem de um corpo que estava desaparecido em Guarapuava. Já os feridos chegam a 117 pessoas, sendo que em União da Vitória, com 65, está o maior número de feridos. A expectativa é de que os prejuízos ultrapassem R$ 1 bilhão, mas os dados deverão ser oficializados somente no final de semana. Até o final da tarde de quinta, 32.571 pessoas continuavam desalojadas.

Até o final do dia, o governo federal havia anunciado um auxílio de R$ 346,86 mil, já o governo estadual anunciou a liberação imediata de R$ 11 milhões para os municípios atingidos. Segundo o anúncio feito pelo governo estadual, entre os critérios para receber os recursos está o encaminhamento de um relatório sobre os números de vítimas e prejuízos.

Na região de Palotina, uma pessoa foi resgatada na tarde de ontem após ficar dois dias no topo de uma árvore na margem do Rio Piquiri, onde pescava. Ao perceber que a água do rio subia, o agricultor Josias da Graça contou que improvisou uma escada e ficou no topo da árvore até ser localizado por um morador da região, que lembrou que ele sempre visitava a ilha para pescar.

Em União da Vitória, o prefeito Pedro Ivo Ilkov decretou estado de calamidade pública. Com 12 mil pessoas atingidas, essa medida vai possibilitar uma ajuda maior e com mais agilidade. A Defesa Civil informou que O estado do Paraná continua sob alerta. Segundo o capitão Eduardo Gomes Pinheiro, a situação é preocupante. "O desastre ainda está ocorrendo. Temos pessoas sendo removidas em União da Vitória, podemos ter chuva novamente no fim de semana e as planilhas mudam a todo o tempo", disse.

Desde o início das chuvas foram registradas 13 mortes: duas pessoas morreram em Medianeira e três em Guarapuava, uma em Laranjeiras do Sul; uma em Campina do Simão, uma em Guaraniaçu, uma em Sulina, uma em Altamira do Paraná, uma em União da Vitória e outra em Quedas do Iguaçu. No sábado passado (7), um aposentado que morava na Cidade Industrial, em Curitiba, também morreu vítima da enchente que invadiu sua casa.