Comunidade de internautas revoluciona a televisão

Comunidade de internautas revoluciona a televisão

01 Junho 2009 | 18h12

Há 5 anos mal nos dávamos conta que aqueles videozinhos engraçados trocados por e-mail seriam o início de uma das maiores revoluções no mundo do entretenimento audiovisual. De lá para cá, temos comunidades com centenas de milhares de internautas que se organizam para transmitir ao vivo programas de TV de todo o mundo, colocam tudo para download e ainda criam suas próprias versões das legendas em diversos idiomas. E de graça, para todos os internautas.   Esses internautas já formam uma audiência que não se limita a fronteiras geográficas ou a acordos entre emissoras e produtores de conteúdo. Ainda que seja um público pequeno comparado ao da televisão tradicional, essa audiência global consome séries, filmes e programas de TV ao mesmo tempo em que são transmitidos em qualquer país.   Sem imaginar que pode estar infringindo direitos autorais, cada pessoa faz a TV do seu jeito. Assiste ao programa que quiser e na hora mais conveniente. Programas que são produzidos por qualquer emissora, não importa o dia, o mês ou o ano que tenham ido ao ar.   "Com a internet, o que era ‘audiência’ se tornou ‘comunidade’; o que era ‘espectador’ virou ‘usuário", diz Silvio Meira, cientista chefe do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar).   CANAIS NA WEB   As emissoras, produtoras e estúdios sabem disso e têm lançado portais de vídeo, com séries e filmes para servir esse espectador-internauta. Os exemplos mais bem sucedidos são o Hulu.com, o site da Fox e, no Brasil, o Terra TV e o Globo Vídeos.   A iniciativa tem dado muito certo. Nos Estados Unidos, de acordo com os últimos números da ComScore, de março, 77,8% dos internautas haviam assistido a 14,5 bilhões de vídeos no mês.   Uma média de 5,5 horas de vídeos por usuário. A audiência das séries e programas transmitidos no Terra TV também tem crescido muito. De acordo com Antonio Prada, diretor de conteúdo do Terra, este mês já foram exibidos de 50 milhões de vídeos, para mais de 7 milhões de visitantes.   As próprias emissoras brasileiras, como Globo, MTV, SBT, Band, Cultura, Fox, ESPN e Fiz.tv contam com uma boa oferta de conteúdo para a internet. Ainda há emissoras que transmitem apenas online, como AllTV (www.alltv.com.br), JustTV (www.justtv.com.br) e WTN (www.wtn.com.br).   "O que falta é a universalização da banda larga de alta velocidade. Quando todo mundo tiver 100 megabits por segundo, pouco vai importar se a TV tem 500 canais. Um garoto vai transmitir da sua webcam o campeonato de futebol de botão do colégio e vai ter gente assistindo do outro lado", completa Silvio Meira.   TV ONLINE   1,45 milhões de pessoas assistiram ao seriado Lost pelo site oficial da emissora ABC em dezembro de acordo com o estudo VideoCensus realizado pelo Nielsen Online. É o programa com maior audiência online. Em seguida, vem Saturday Night Life, com 1,1 milhão.   40,9% dos vídeos assistidos pelos americanos em março estão em sites do Google, sendo o YouTube o maior representante. O site Hulu, que transmite séries e filmes americanas, conta com apenas 2,6% dos vídeos assistidos, mas tem 4,9% do total de minutos gastos com vídeos online.   O PROBLEMA DA PIRATARIA   Música - Segundo a RIAA (associação da indústria fonográfica dos EUA), 5 bilhões de músicas são baixadas de forma ilegal no mundo por mês. O número é 40 vezes maior do que a quantidade de faixas compradas. Desde 2003, a RIAA acusou 35 mil pessoas de pirataria.   Software - No Brasil, 58% dos programas instalados em computadores são piratas, segundo a Business Software Alliance. De 2005 a 2008, o número diminuiu 6%. No mundo, 41% dos programas são piratas. Estima-se em 53 milhões o prejuízo de empresas produtoras.   Legendas - Até o dia 28 de maio, a legenda em português para episódios da 5ª temporada de Lost foram baixados 962.421 vezes, contando quem baixou tudo de uma vez só. Isso dá uma média de 60 mil downloads por episódio. A média da 4ª é 50 mil downloads por episódio.   Seriados - De 18 a 24/5, os episódios recentes mais baixados pelo Bit Torrent foram das séries 24 Horas (870 mil downloads); Desperate Housewives (610 mil) e Uma Família da Pesada (470 mil); contados todos os episódios, as campeãs foram Heroes, Lost e 24 Horas.   Games - Até sexta-feira, o The Sims 3 havia sido baixado ilegalmente 180 mil vezes em apenas quatro dias, de acordo com a empresa de monitoramento BigChampagne. Spore, o game mais pirateado de 2008, foi baixado ilegalmente 400 mil vezes ao longo de três semanas.   Filmes - Segundo pesquisa da consultoria Futuresource, 32% dos norte-americanos copiaram um filme em DVD ao menos uma vez nos últimos seis meses, conta 22% em 2007. De 14 a 27/5, o filme X-Men Origens: Wolverine foi o campeão de downloads no Bit Torrent.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.