Consumo eficiente de energia é tendência crescente nos PCs

O grande problema dos componentes de alto desempenho do PC, principalmente o processador e a placa de vídeo, é o consumo de energia. Até pouco tempo atrás, a regra era aumentar a potência dos processadores aumentando sua freqüência. Funcionando mais rápido, o desempenho aumenta bastante, mas o custo disso é o aumento da temperatura, causando um problema duplo: mais quente, o processador desperdiça energia, e demanda ainda mais energia para ser refrigerado. A solução encontrada pelos fabricantes foi melhorar os processos de fabricação e a engenharia dos processadores. Além de funcionar com menos energia, as novas CPUs e GPUs – o centro nervoso dos PCs e placas de vídeo – têm comparativamente muito mais poder que as gerações anteriores. A Radeon 4850 funciona, em carga de trabalho máxima, com pouco mais de 200 Watts. Para alcançar um desempenho igual, a geração anterior de placas usa 60% mais energia.

Jocelyn Auricchio,

04 Agosto 2008 | 00h00

Mais conteúdo sobre:
tecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.