Divulgação
Divulgação

Cozinha-jazz? Isso é música ou comida?

Título de livro se refere à maneira como o chef Tsuyoshi Murakami gosta de descrever seu estilo de cozinha

Patrícia Ferraz, O Estado de S.Paulo

31 Maio 2012 | 03h16

Kinoshita e o Jazz de Murakami, que acaba de sair pela editora Bei, vem com um DVD. Mas ao contrário do que o nome do livro - e a famosa expansividade do chef - possam sugerir à primeira vista, Tsuyoshi Murakami não aparece cantando. O título se refere à maneira como ele gosta de descrever seu estilo de cozinha, e a explicação está numa frase logo no primeiro capítulo: "Bróder", diz ele com seu indefectível sotaque carioca, "a arte da cozinha é também a arte do improviso". O que Murakami chama de jazz é o menu-degustação, uma sequência de pratos que serve no restaurante Kinoshita, começando pelo zensai, a entrada, e passando pelos sashimis até chegar aos nimono, os pratos quentes.

Murakami faz bons sushis, mas é acima de tudo um artista dos pratos quentes. Fez fama graças a esse dom, que começou a exibir nos anos 1990, quando assumiu o comando do restaurante do sogro, Toshio Kinoshita. O balcão do salão estreito da Rua da Glória, na Liberdade, era frequentado por foodies, apreciadores da cozinha japonesa e chefs de todos os cantos da cidade atraídos pelas receitas e invenções que Murakami preparava na frente dos clientes, em autêntico estilo kappo cuisine.

Com texto do jornalista João Gabriel de Lima, belíssimas fotos feitas no Japão por Masaharu Hata e no Brasil por Jonas Chub, o livro reúne a trajetória do chef que nasceu em Hokkaido no Japão, mas foi criado no Rio de Janeiro; a história do restaurante que nasceu na Liberdade e depois de comprado pelo empresário e restaurateur Marcelo Fernandes se mudou para a Vila Nova Conceição; e as histórias da viagem que o chef e Fernandes fizeram ao Japão, acompanhados pela brasileira radicada em Tóquio Mari Hirata e pelo jornalista João Gabriel.

De um lado, traz as fotos e o DVD da viagem, cenas das cidades, comidas e mercados. De outro, as histórias e receitas de pratos como o maguro nuta que reproduzimos ao lado.

KIKOSHITA E O JAZZ DE MURAKAMI

Autores: João Gabriel de Lima e Tsuyoshi Murakami

Editora: Beï (252 págs., R$ 160)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.